Portal do Espirito

A sua referencia em Doutrina Espirita na Internet
Bem-vindo: Qua, 13/Nov/2019 07:27
Ler mensagens sem resposta | Pesquisar por tópicos ativos


Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 281 mensagens ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 ... 19  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 16:28 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
18 - Deus criou tudo? Resposta: "NÃO".
Entre os 16 foristas, que já responderam a série de 47 perguntas, apenas 2 responderam conforme a minha resposta e ambos se identificaram como “ateus”, pois responderam “NÃO” à 1ª pergunta: “1 - Você acredita em Deus?”
Se Deus tivesse criado tudo, ELE teria também criado coisas que não eram boas ou que não são do BEM. Como Deus é perfeito, então tudo que Deus criou, cria e criará tem que ser realmente perfeito, mesmo que todos, em função do nosso livre arbítrio, julgarem que não é perfeito e que Deus poderia ter criado um mundo melhor.
Quem semeou a semente não boa não foi Deus (Mt 13,25 e 39). Quem fez a semente não boa não pode ser Deus e tem que ser alguém que agiu por conta própria e de uma forma meio egoísta ou plenamente egoísta e tirânica. Muitos só querem ter servidores e não querem servir e estes criam “seres” para serem seus servos ou servidores.
Eu sou dualista, mas não aceito o dualismo modificado, que defende que Deus é benévolo e malévolo ao mesmo tempo. Isto, para mim, foi um sofisma surgido dentro do dualismo, que é contrário ao monismo e ao panteísmo.
Deus não criou nada para nos fazer sofrer. Então o sofrimento foi criado por nós espíritos criados, pois em muitos casos nós tiramos a liberdade do outro ou dos outros; nós cassamos o livre arbítrio do outro ou dos outros.
Tudo o que é feito com amor é lindo, mas dentro de conceitos humanos, pois existem amores de várias formas:
a) Amor dos cônjuges com fidelidades plenas e amores de cônjuges sem fidelidade plena.
b) Uniões conjugais de sexos opostos e uniões homossexuais.
c) Uniões de sexos opostos sem quererem a fidelidade e a responsabilidade pelo ato sexual, estes só querem viver o prazer de uma forma livre e se acontecer uma gravidez não a aceitam e até exigem tranquilamente o aborto.
d) Amor de pai, de mãe, de irmão, de irmã, de amigo e de amiga.
e) Existe o mandamento: Amar o próximo como a si mesmo.
f) Como o amor é muito importante para a nossa evolução, então Jesus nos ensinou e mandou amar como ele nos amou (Jo 15,12 e 17).
E o que é lindo para um, pode não ser lindo para o outro. O que é bom para um, pode não ser bom para o outro.
Em função de tudo o que existiu, existe e existirá, os espíritos criados criam suas leis e exigem que às leis sejam obedecidas e seguidas. Quem age contra uma lei, não age de uma forma correta dentro dos princípios da própria lei e, por isso, os responsáveis pelo cumprimento ou pela obediência àquela lei fazem de tudo para cobrar do desobediente ou do agressor por meio de castigos ou penas conforme as próprias leis daquela comunidade.
Existem pessoas que defendem que a guerra é necessária para a nossa evolução e que a guerra vem de Deus. Para mim, isto foi e é uma burrice teológica, pois DEUS É PERFEITO E QUER QUE TODOS SEJAM PERFEITOS COMO ELE O É.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:36, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 16:52 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
19) É só Deus que cria? Resposta: "NÃO".
Esta pergunta está intimamente correlacionada com a pergunta anterior: 18 - Deus criou tudo?
O mais interessante é que na pergunta 18 apenas 2 foristas responderam igual a minha resposta e nesta aqui já foram 8, então 6 foristas responderam “SIM” para a pergunta anterior e “NÃO” para esta. Pela lógica a resposta deveria ser a mesma para as duas perguntas e não diferentes.
Como Deus é bom e respeita plenamente a liberdade de todos, então Ele não reservou só para Ele o poder de ser o único criador.
E também, se fosse só Deus, que criasse, Ele teria que ter criado todo tipo de maldade existente na criação e Deus seria bom e mau ao mesmo tempo conforme o dualismo modificado, que defende que Deus é benévolo e malévolo ao mesmo tempo; isso nunca poderia ser considerado como perfeição e Deus é perfeito (Mt 5,48 e resposta da pergunta 4).

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:38, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 17:05 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
20) A matéria teve início? Resposta: "SIM".
Na pergunta de número 21 de OLE (O Livros dos Espíritos), temos a resposta de que só Deus o sabe.
Agora se a matéria não tivesse tido início, então ela não seria uma criação de Deus e Deus não seria onipotente ou todo poderoso (pergunta nº 13 de OLE) e a causa primeira de todas as coisas (pergunta nº 1 de OLE).
O “sim” como resposta desta pergunta também está conforme a Bíblia (Gn 1, 1): “No princípio, Deus criou o céu e a terra”.
Um dos problemas mais complexos para os cientistas é entender como tudo começou e até se tudo teve realmente um início. A Religião ensina que Deus iniciou a criação, então para encontrar a Verdade, que liberta (Jo 8,32) e plena (Jo 16,13), torna-se necessária fazer uma união perfeita entre Ciência e Religião.
Dos 16 irmãos foristas, que já participaram da pesquisa, 9 responderam conforme a minha resposta.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:41, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 17:13 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
21) Deus criou leis? Resposta: "NÃO"
Aqui faço referências às leis morais e àquelas que têm como objetivo a uma boa convivência dos membros de uma sociedade pequena, média, grande ou imensa, que também pode ser familiar, municipal, estadual, de país, planetária, solar, galáctica ou mesmo cósmica.
Como qualquer lei cassa o livre arbítrio ou a liberdade de quem está sob o jugo dela e quanto mais evoluído é um espírito, esteja ele encarnado ou não, mais ele respeita a liberdade dos outros, então Deus não criou nenhuma lei, pois Deus tem a plenitude da PERFEIÇÃO (Mt 5,48) e respeita plenamente a liberdade de todos.
Quem criou, cria e criará as leis são os espíritos criados, pois as leis são necessárias aos processos evolutivos dos indivíduos de uma sociedade, que pode ser até planetária, solar, galáctica ou ainda com mais abrangência em todo o Cosmo.
E à medida que os membros de uma comunidade planetária vão se evoluindo, também as leis desta mesma comunidade vão se aperfeiçoando cada vez mais.
Entre os 16 foristas, que responderam, apenas "5" foram tiveram as respostas iguais a minha.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:42, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 18:52 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
22) Foi Deus que deu os 10 mandamentos? Resposta: "NÃO"
Como toda lei cassa a liberdade de quem está sob o jugo dela, então os 10 mandamentos foram dados pelo mentor do profeta Moisés, que tinha que trazer os israelitas sob leis bem rigorosas, e que eles só iriam obedecê-las se o considerasse como sendo o próprio “Deus”: “Não terás outros deuses diante de mim” (Ex 20, 3 e Dt 5, 7). Essa foi sim uma exigência egoísta, tirânica e de culto exclusivo.
Veja como já dá para entender o processo evolutivo no qual está a humanidade encarnada na terra, pois apenas 4 dos 16, que já participaram da pesquisa, responderam “SIM” a essa pergunta e isso já é muito bom.
Nos capítulos 7 a 12 do Êxodo podem ser vistos os relatos das 10 pragas feitas contra o povo egípcio e estas nunca poderiam ter sido consideradas como advindas do próprio Espírito de Deus, que é plenamente perfeito e bom.
No capítulo 17, 8 a 16 do Êxodo também se pode ver o Espírito Mentor do profeta Moisés ajudando-o a derrotar os amalecitas.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:44, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 19:18 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
23) A Bíblia é a palavra de Deus? Resposta: "NÃO".
“13” dos “16”, que responderam as perguntas, concordaram com a minha resposta.
A Bíblia não é a palavra de Deus porque existem muitos ensinamentos contraditórios na Bíblia. “Bíblia” é uma palavra grega, que não foi traduzida para o latim e nem para o português e significa o plural de livros em grego, cujo singular é “biblion”.
Já escrevi para vários teólogos tentando conversar sobre esse assunto, mas todos silenciaram.
Existem muitos atos de “magia negra” na Bíblia e que são apresentados como se fossem feitos por Deus.
Vejam exemplos do trabalho, que já fiz e estou divulgando:
1º) Eis o item “B” do meu trabalho “Você sabe quem é você? E se autoconhece”:
Citação:
B) Como explicar as passagens bíblicas antagônicas, como de um lado:
b-1) - “Não Matarás” (Ex 20,13 e Dt 5,17). Nestes dois trechos o “Não Matarás” não identifica o que ou a quem..., então deve ser tudo o que se pode matar..., tudo o que tem vida.
b-2) - “Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem” (Mt 5,44).
b-3) - “Este é o meu mandamento. Amai-vos uns aos outros como eu vos amei. Isto vos mando: amai-vos uns aos outros” (Jo 15,12 e 17). E outros trechos na mesma linha ou orientação.
E do outro lado: b-1) A 10ª praga contra os egípcios: a morte dos primogênitos (Ex 12,29).
b-2) Deus falando em matar e destruir (Ex 32,9 e 10).
b-3) Vide Josué 6,2,17 e 24; 7,1,10 e 26; 8,1,2,18,22,24,25 e 29; 10,8,26,28 a 39; 11,6,9,10,11,15 a 23, onde Deus manda matar e destruir.
b-4) Juízes 14,19; 16,28 a 30: Matando em nome de Deus.
b-5) Números 21,1 a 3: Deus ajudando a matar.
b-6) E muitos outros trechos bíblicos onde a matança é louvada, como no livro de Judite, principalmente cap. 13,22, e até abençoada como atos de heroísmo, de honra e como se fossem do “bem”, aprovados por Deus.
Com relação a estes trechos antagônicos pode-se efetuar as seguintes perguntas:
Por que veio a morte e a vingança em nome de Deus? Vingança do próprio Deus: 10ª praga? Será que Deus arrependeu-se da 10ª praga e deu o mandamento “Não Matar”? E por que Deus voltou a permitir e até mandou matar? Por que Jesus, além de condenar a vingança e o ódio, mandou perdoar setenta e sete vezes e a amar até aos inimigos? Será que Jesus considerou que os trechos do segundo grupo estavam errados, julgando assim que Deus-Pai orientou errado? Se existe “Lei”, até quem promulgou a lei deve obedecê-la?
2º) Veja o início da minha terceira carta para o padre e teólogo João Batista Libânio, que não teve resposta, ele apenas respondeu às minhas duas primeiras cartas:
Citação:
Belo Horizonte, 21 de Julho de 1993. Padre João Batista Libânio, que paz e o amor de Deus-Pai-Mãe o envolvam e que a luz de Jesus possa guiá-lo pelo caminho que conduz à perfeição. Vamos pedir a Deus, que é a fonte suprema de sabedoria e vida, força e coragem para podermos “pensar no já pensado”, encontrando assim a verdade, que liberta, para termos vida e vida em plenitude. Padre Libânio, nós temos em comum a missão de trabalharmos na construção do “Reino de Deus”, um reino de amor, caridade, sabedoria, humildade, servir e perfeição. Para cumprirmos bem esta missão temos que encontrar a verdadeira Verdade e divulgá-la com todas as nossas forças. Hoje gosto de falar assim: “Apaga tudo o que aprendeste sobre a Bíblia Sagrada, mas não a jogue fora, guarde-a muito bem mesmo, pois a Bíblia Sagrada é uma fonte inesgotável de ensinamentos e sabedoria”. Você, Padre Libânio, poderá compreender melhor esta frase lendo e entendendo bem a minha 2ª carta. O que expus nela fiquei sabendo em 1984, só que não encontrava um bom amigo cristão para poder contar, dialogar livremente e aprofundar sobre a tese tratada...
3º) Trecho da carta para padre Nereu (05/02/1996) - o Drama do Getsêmani:
Citação:
“Quero dedicar essa carta ao “drama do Getsêmani”, como pode ser lido em Mateus 26,36 a 46; Marcos 14,32 a 42 e Lucas 22,39 a 42, principalmente sobre os seguintes dizeres: “Meu Pai, se é possível, que passe de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas como tu queres. Meu Pai, se não é possível, que isto passe sem que eu o beba, seja feita tua vontade!” (Mt 26,39 e 42).
É curioso observar que João não fala nada sobre o drama, referido nos trechos citados. Conforme Mateus e Marcos, está escrito que Jesus escolheu 3 discípulos para acompanhá-lo, sendo João um deles e por que o silêncio de João? Será que ele cometeu essa omissão ou o que é mais provável, cada um escreveu o que mais lhe interessava e até suposições ou mesmo mitologias?
Para mim existe algo erroneamente explicado e defendido para aquela terrível agonia de Jesus.
No Gênesis lemos que Deus criou o homem à sua imagem e semelhança. Mas defendo que a grande Verdade é o inverso, pois é o homem que faz de Deus um Deus à sua imagem e semelhança. Podemos ver isso na própria Bíblia: “Toda vez que os israelitas eram derrotados nos campos de batalha era uma vingança de Deus (quem vinga não é perfeito, então não era de Deus a vingança) e quando venciam as batalhas eram bênçãos de Deus. Moisés, orando com os braços abertos sobre a montanha, enquanto Josué combatia os amalecitas e os vencia. Judite pediu auxílio a Deus para degolar Holofernes. Elias mandou degolar os 450 sacerdotes de Baal. Moisés disse que as pragas contra o Egito eram da vontade de Deus, principalmente a 10ª praga, que foi a matança dos primogênitos. Sansão orou a Deus para matar e suicidar”. Ainda podem existir dúvidas do que disse e de que a Bíblia nos foi ensinada de uma forma errônea?
Onde fica o mandamento: “Não Matarás?” (Dt 5,17). O ensinamento e até o mando de Jesus: “Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros como eu vos amei?” (Jo 15,12).
4º) Trecho da carta para o frei Patrício - 15/10/1994:
Citação:
Até 1980 tinha uma grande angústia, tristeza e interrogação interior, pois não concordava com muita coisa que tinha aprendido sobre a Bíblia e de muitos dos aspectos, que Deus era apresentado nas páginas das Escrituras Sagradas. Ensinaram-me que a Bíblia era a palavra do DEUS-VIVO e eu discordava de muitos trechos bíblicos, isso era um peso difícil de suportar.
Não concordava com a expulsão de Adão e Eva do paraíso, com a condenação de Eva para dar a luz em dores e a de Adão para que se alimentasse com o suor do rosto (Gn 3).
Discordava do arrependimento que Deus teve de ter criado o homem e por isso destruiu o gênero humano pelo dilúvio, exceto Noé e seus familiares (Gn 7).
Para mim havia erros na forma de nos ensinar e explicar o sacrifício que Deus pediu a Abraão, cuja vítima seria o seu filho Isaac (Gn 22).
Não concordava com a destruição de Sodoma e Gomorra (Gn 19).
Todos são atos não dignos de quem é perfeito, amoroso e compreensível, mas sim próprios de quem é carrasco e cheio de tirania. Se hoje são atos indignos, também eram indignos no passado!!!
Para mim era um absurdo a apresentação dos relatos sobre as 10 pragas contra o Egito (Ex 7 a 12) como atos aprovados por Deus, o plenamente perfeito.
Doía dentro de mim tomar conhecimento das guerras e mortes comandadas por Moisés, Josué, os juízes e outros; como: a morte dos primogênitos, na 10ª praga (Ex 12,29 a 34); a destruição dos egípcios no Mar Vermelho (Ex 14,14 a 31); a oração para vencer os amalecitas (Ex 17,8 a 16); a matança ocasionada após a destruição do bezerro de ouro (Ex 32,25 a 29); as atrocidades cometidas na conquista da Palestina (Js 6 a 12); as destruições e matanças de Sansão, principalmente as mortes causadas pelo suicídio e o próprio suicídio dele (Jz 13 a 16); as inexplicáveis batalhas de Gedeão (Jz 7 e 8.); o nefando e o cumprimento do voto do juiz Jefté (Jz 11,29 a 40); a vingança de Elias, que mandou degolar os 450 sacerdotes de Baal (1Rs 18,20 a 40); a história de Judite, que degolou Holofernes, usando a beleza e o encanto feminino como isca para matar traiçoeiramente e foi vangloriada como enviada por Deus (Jt 8 a 13). Judite utilizou-se da magia feminina para enganar e matar como se pode ver nos filmes da atualidade e nas revistas e livros de pornografia.
No Novo Testamento eu discordava das explicações, ensinamentos e justificativas do drama do Getsêmani (Mt 26,36 a 46; Mc 14,32 a 42 e Lc 22,39 a 46). Para mim havia algo erroneamente explicado para aquela terrível agonia de Jesus, que chegou a pedir ao Pai: “Pai afasta de mim este cálice, (mas no final entregou-se a decisão implacável do Deus temível e terrível, que exigia sangue para reconciliar-se com todo o gênero humano), mas faça a sua vontade e não a minha”. Era e é bonito ver a defesa da feliz culpa, que nos deu tão grande Salvador. Mas quem fazia e faz essas pregações esquecia e esquece que “defendia e defende um Deus sem coração, tirano, carrasco, orgulhoso e não podia nem perdoar”.
Julgava um ato muito cruel e vil a morte do casal Ananias e Safira, que Pedro disse ser obra do Espírito Santo (At 5,1 a 11).
Frei, esse Deus apresentado nestas passagens bíblicas e noutras semelhantes, eu nunca queria encontrar. Esse Deus é anticristão e cheio de tramóias das mais vis.
O Deus que sempre procurei era o do “Não Matarás” (Ex 20,13); “Não Cometerás Adultério” (Ex 20,14), que quer dizer: “Seja plenamente fiel”; “Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei” (Jo 15,12); “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (Jo 10,10b); “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo 8,32); “Sou eu que falo contigo” (Jo 4,26); “Perdoai setenta e sete vezes” (Mt 18,22).
Queria encontrar o Deus-Pai-Mãe-Criador, pleno de amor, compreensão, bondade, vida, sabedoria, perfeição, simplicidade, humildade e liberdade... E O encontrei.
Hoje posso tranquilamente expressar assim: “Esqueça tudo o que aprendeste sobre a Bíblia, mas não a jogue fora, guarde-a muito bem mesmo, pois ela, a Bíblia, é uma fonte inesgotável de ensinamentos, orientações e sabedoria”.
Já tenho muitos trabalhos feitos e também defendo teses bombas e revolucionárias, como: 1) “Deus não Perdoa Nunca”. 2) “O Tentador de Jesus é o mesmo Espírito, que Moisés considerou como Deus”. 3) “O Deus imperfeito da Bíblia ou o ensino incompleto e errado sobre a Bíblia”. E outras, que ninguém aceita facilmente.
Hoje por me conhecer profundamente posso falar assim:
- “Ajo sob as forças e os poderes de São Francisco de Assis e de São João Evangelista, como o precursor de Jesus, João Batista, “agiu com o espírito e o poder de Elias”” (Lc 1,17).
Quem ainda aceita que a Bíblia é a palavra de Deus, tem também que aceitar que Deus não é perfeito, mas Deus é perfeito e isso está escrito em Mateus 5,48: “Portanto, deveis ser perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito”.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:52, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 19:26 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
24) Jesus é Deus? Resposta: "NÃO".
Entre os “16", que participaram da pesquisa, apenas “1” respondeu "SIM" para esta pergunta e isso comprova que muitos já estão livres da bitolação mental imposta pelos líderes religiosos do cristianismo.
A base para essa minha resposta está na própria Bíblia, pois pela Bíblia podemos ver que Jesus foi um enviado de Deus, então como Deus é só UM, Ele não pode enviar a Ele mesmo.
Veja o que escrevi na minha carta enviada para um teólogo católico, onde comento sobre o Evangelho Segundo São João:
Citação:
Trechos da 3ª carta para o padre João B. Libânio (21/07/1993): “... Porque vou para o Pai. Se me amásseis, ficaríeis alegres por eu ir para o Pai, porque o Pai é maior do que eu” (Jo 14,12c e 28). “Saí do Pai e vim ao mundo; de novo deixo o mundo e vou para o Pai” (Jo 16,28). “Que me enviou”, essa frase é repetida 20 vezes no Evangelho Joanino. “Quem me enviou” (Jo 7,29; 8,29; 12,44 e 15,21). “Me enviaste”, Jesus repete essa 6 vezes em João. “Aquele que enviaste” (Jo 17,3). “Que Deus enviou” (Jo 3,34). “O Pai que o enviou” (Jo 5,23). “O Pai me enviou” (Jo 5,36 e 20,21). “Que ele enviou” (Jo5,38 e 6,29). “Quem o enviou” (Jo 7,18 e 13,16).
Nesses trechos pode-se ver claramente que Jesus foi um enviado do Pai e que o Pai é maior do que ele. O verbo “enviou” aparece 35 vezes e “enviaste” 7 vezes no Evangelho Segundo São João.
Se Jesus vai para o Pai e saiu do Pai, é porque não existe a unidade, como muitos querem (e quiseram) nos ensinar. O que veio complicar a compreensão da verdade foi o orgulho e a vaidade de muitos, que quiseram ou querem se apresentar como mais sábios do que o próprio Mestre Jesus, como também aqueles, que se intitularam de “infalíveis”, e nos impuseram “dogmas inexplicáveis e ininteligíveis”, que nos puseram até medo de “pensar para compreendermos e entendermos claramente a pura VERDADE... E isso durante vinte séculos”.

Só poderá entender tudo isso, que tento aqui expor, aqueles que conseguiram viver finitamente no infinito ou “aqueles” que conseguiram tornar possível o impossível.
Veja também a resposta da pergunta de número 34, que está nesse endereço:
viewtopic.php?f=12&t=5819&p=136886#p136886

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 22:02, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 19:37 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
25 - Deus dirige tudo? Resposta: "SIM".
As respostas desta pergunta já foram bem mais divergentes, pois apenas "6" dos "16" acreditam da mesma forma do que eu.
Eu digo que “SIM”, mas com o sentido de ser o Espírito Sábio e Perfeito, que está acima de todos os outros. Deus dirige tudo, mas sempre respeita plenamente a liberdade de todos e até daqueles que agem contra o Plano Perfeito dEle e criaram planos para serem os líderes ou falsos-deuses de grupos, que podem ser pequenos ou grandes.
Existem então muitos espíritos, que são falsos deuses, atuaram e atuam como se fossem o próprio Espírito de Deus e são aceitos como sendo o próprio Deus por muitos outros; mas a direção maior é de Deus. Como exemplo, vou citar o presidente de um país: ele é que sempre tem a última palavra e toma a decisão final.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 22:04, em um total de 3 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 19:43 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
26) Existe Inferno Eterno? Resposta: "NÃO".
A resposta desta pergunta foi quase unânime e apenas "1" dos "16" divergiu da resposta "NÃO".
A doutrina das penas eternas nos apresenta um DEUS imperfeito, pois haveria a possibilidade de que na criação houvesse penas ou castigos maiores do que qualquer tipo de erro ou crime.
Temos na Bíblia os ensinamentos: "Em verdade te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo" (Mt 5,26). E na parábola do devedor implacável (Mateus 18,23 a 34), principalmente: "Assim, encolerizado, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que pagasse toda a sua dívida" (Mateus 18, 34).
Nesses dois trechos fica claro que, após pagar a dívida, conquista-se a liberdade.
E, para quem aceita a verdade da reencarnação, fica fácil entender que todos irão, num futuro próximo ou longínquo, conquistar a perfeição ou se salvarão.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 19:51 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
27) Existe o purgatório? Resposta: "SIM".
Apenas 4 dos 16 responderam “SIM”.
Eu defendo essa ideia em função do que aprendi no catolicismo e no espiritismo, pois se trata de um local intermediário entre um estado de felicidade para todos, após a desencarnação e é um estado onde os espíritos desencarnados ainda têm muitos débitos a serem pagos, como também muito conhecimento a ser conquistado pelos espíritos.

28.) A ideia do purgatório não é a mesma do Umbral? Resposta: "SIM".
No meu modo de pensar digo que o purgatório dos ensinamentos cristãos (católicos) e os ensinamentos do espiritismo sobre o Umbral coincidem com os mesmos princípios, pois se trata de lugares para onde vão os espíritos que ainda não alcançaram um estado de plena felicidade e perfeição. É um estado intermediário, onde ficam todos os espíritos que ainda estão buscando o estado de perfeição.
A diferença entre os ensinamentos do catolicismo com os do espiritismo fica com relação ao processo de saída do Purgatório e do Umbral. O catolicismo ensina que quem sai do Purgatório já vai para um local de plena felicidade e o espiritismo ensina que quem sai do Umbral vai à busca de novas encarnações para conquistar um estado de maior aperfeiçoamento por meio do pagamento das dívidas (Mt 5, 26 e 18,34) ou vai para colônias espirituais em busca de mais conhecimentos e depois terão que reencarnar para a conquista de uma maior perfeição (Mt 5,48).
Tanto na pergunta 27, como na 28, apenas “4” responderam igual a mim. Julgava que no meio de pessoas, que conhecem a Doutrina Espírita, iria haver uma maior concordância com o meu modo de entender o processo evolutivo com relação ao “purgatório do catolicismo” e ao “umbral da Doutrina Espírita”.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 22:08, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 22:43 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
29 e 29b) Existe o acaso? Existe sorte? Resposta: "NÃO".
Dos “16” irmãos foristas, que responderam as perguntas, “10” pensam como eu penso.
Digo que não existe sorte ou acaso, pois isso seria aceitar que o COSMO existe e se mantém sem um SER SUPERIOR, que seja o responsável por sua direção e evolução. Como também que cada processo evolutivo acontece sem que haja algum ser pensante, que seja o responsável pelo mesmo.
Se existisse sorte ou acaso tínhamos que aceitar a “lei do caos”, que é aquela usada pelo ramo do agnosticismo, que nega a existência de um SER SUPERIOR ou que é ateísta mesmo.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 22:11, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 17/Jun/2011 22:54 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
30) Deus planejou a criação? Resposta: "SIM".
Como tudo o que existe no plano físico primeiro foi pensado, planejado e projetado, então a criação também foi planejado por DEUS, senão ela seria fruto do acaso ou não teve início e em ambas as hipóteses DEUS não teria participação nenhuma nela.
Deus, antes de iniciar a criação, planejou tudo no Plano Físico e também no Plano Espiritual, mas sempre respeitou a liberdade plena de todos os outros, até daqueles que iriam agir contra o Plano ou Projeto dEle, no qual todos serão felizes, mas cada um terá que buscar e conquistar a sua felicidade.

31) Deus respeita a nossa liberdade? Resposta: "SIM".
Quanto mais evoluído é um espírito, mas ele respeita a liberdade dos outros. Como Deus é o Espírito Incriado (Resposta da Pergunta 9) e plenamente perfeito em todos os seus atributos, Ele então respeita plenamente a liberdade de todos.
E o objetivo ou a meta de todo o nosso aperfeiçoamento é alcançarmos o estado de sermos semelhante a Deus; isto é: a conquista da perfeição como o Pai celeste é perfeito (Mateus 5,48). E assim, por essa lógica, então Deus respeita plenamente a liberdade ou o livre arbítrio de todos.
Para estas duas perguntas (30 e 31) dos “16” participantes, “11” responderam iguais a minha resposta.
Quase todas as divergências foram dos que responderam “NÃO” para 1ª pergunta e são aqueles que não acreditam em Deus. O ateísmo também é uma forma de crença, pois os ateus negam por negar, mas não sabem o que negam.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 22:14, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sáb, 18/Jun/2011 22:08 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
32) “O dia da IRA de Deus”. Isso está na Bíblia e é certo? Resposta: "NÃO".
Dos 16 foristas, que já participaram da pesquisa, "14" deram a mesma resposta: "NÃO".
Essa é uma frase citada por algumas vezes na Bíblia: Provérbios 11,4. Romanos 2,5 e Apocalipse 6,17.
E como Deus é plenamente bom e perfeito em tudo, então isso nunca poderia ter sido dito na Bíblia e fazendo referência a Deus. Eis aqui mais razões para podermos falar que a Bíblia não é a palavra de Deus, mas de "espíritos criados encarnados", que foram intuídos por "espíritos criados e desencarnados", que lhes eram semelhantes.
Veja que em muitos textos bíblicos existem matanças por ordem de algum espírito, que foi confundido com o próprio Espírito de Deus.
Veja apenas essa relação de matanças e extermínios em nome e até por ordem de Deus:
Citação:
Conquistas, massacres e anátemas totais:
Números 31, 1 a 12. Guerra e conquista de Madiã. Todos os varões foram mortos (Nm 31, 7). Mulheres e crianças foram cativadas (Nm 31,9). Morte de todas as crianças masculinas e de todas as mulheres e meninas que já não eram virgens (Nm 31, 17 e 18).
Josué 5, 13 a 15. O Espírito intervém e promete participar das lutas.
Josué 6, 17 a 21. Guerra de conquista e anátema de tudo em Jericó. Tudo é passado ao fio da espada: Js 6,21.
Josué 8, 1 a 3. Promessa do Espírito para destruição de Hai.
Josué 8, 14, a 29. Destruição da população de Hai (Js 8,26).
Josué 10, 10 a 15. Guerra e destruição de 5 reis e de seus exércitos. Josué matou os reis derrotados (Js 10,26). Josué 10,28. Massacre e anátema de Maceda.
Josué 10, 29 e 30. Massacre e anátema de Lebna. Tudo é passado ao fio da espada: Js 10,30.
Josué 10, 31 a 33. Massacre e anátema da Laquis. Tudo é passado ao fio da espada: Js 10,32.
Josué 10, 34 e 35. Massacre e anátema de Eglon. Tudo é passado ao fio da espada: Js 10,35.
Josué 10, 36 e 37. Massacre e anátema de Hebron. Tudo é passado ao fio da espada: Js 10,36.
Josué 10, 38 e 39. Massacre e anátema de Dabir. Tudo é passado ao fio da espada: Js 10,30.
Josué 10, 42. O Espírito Iahweh combatia por Israel. Josué 11, 5 a 9. Conquista de vários reis e seus povos em Merom e não escapou nenhum sobrevivente (Js 11,8).
Josué 11, 10 e 11. Conquista e massacre de Hasor. Tudo é passado ao fio da espada: Js 11,11.
Josué 11, 12. Conquista, massacre e anátema de várias cidades com seus reis e povos. Tudo é passado ao fio da espada.
Josué 11, 14. Todos os seres humanos foram passados ao fio da espada.
Josué 11, 15 a 20. Ordem de Iahweh e de Moisés a Josué, que cumpriu e executou os massacres.
Josué 11, 21. Extermínio dos enacins.
Josué. 12,24. Foram exterminados ao todo 33 reis e seus povos.
1Samuel 15, 1 a 3, quando foram mortos e exterminados homens mulheres, crianças e recém nascidos e também os animais e tudo como se fosse por ordem de Deus

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Qui, 22/Mai/2014 21:59, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sáb, 18/Jun/2011 22:20 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
33) Você já ouviu falar na Santíssima Trindade? Resposta: "SIM".
Eu pensava que essa resposta seria igual por todos, mas entre os "16" teve "1" que respondeu "NÃO".
A ideia do Deus Uno e Trino, que é o Mistério da Santíssima Trindade é muito difundida no seio da nossa sociedade, pois a mesma é muito influenciada pelos ensinamentos da Igreja Católica Apostólica, inclusive as religiões do Protestantismo e do Pentecostalismo, pois o "dogma do Deus Uno e Trino" é dos primeiros séculos do catolicismo (cristianismo) e tudo o que foi feito antes da separação do ex-monge católico Martinho Lutero foi aceito por ele e por todos os seguidores dele.
A razão desta pergunta é a pergunta seguinte onde passei a dar a explicação do mistério do Deus Uno e Trino.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 22:52, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sáb, 18/Jun/2011 22:38 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
34 - Você sabe explicar o Mistério da Santíssima Trindade? Resposta: "SIM".
Entre os “16” dos participantes, “4” responderam “SIM”.
Vou dar a minha explicação divulgando aqui trechos de duas cartas, que escrevi sobre o assunto, com os destaques sobre a explicação do mistério.
Dom Célio, 3ª carta (29/01/2000), que está nestes endereços:
viewtopic.php?f=12&t=5819&p=136433#p136433
viewtopic.php?f=12&t=5819&p=136434#p136434
viewtopic.php?f=12&t=5819&p=136435#p136435
1º - Trechos da 3ª carta para o bispo Dom Célio, 3ª carta (29/01/2000):
Citação:
1º) Em 24/08/1983, recebi a explicação do mistério da Santíssima Trindade, e vou expor aqui o que consegui escrever naquele dia, apesar da grande emoção sentida:
- “O Pai cria os seus filhos ignorantes. Tudo que o “Pai” criou, cria e criará é puro e santo. Pelas encarnações, que são experiências em corpos de carne, e pelo livre-arbítrio, eles, os filhos e filhas de Deus, evoluem, buscando a sabedoria e a perfeição. A meta das criaturas materializadas ou vivendo na matéria, desde o reino mineral até aos homens, representando o “Deus-Filho”, é serem espíritos puros ou anjos.
Os espíritos desencarnados ou almas, libertas dos corpos de carne ou da matéria bruta, representam o “Deus-Espírito-Santo”.
“Deus-Pai” é o Pai de todos os filhos e filhas encarnados, que vivem na matéria, e ou desencarnados, que estão livres da matéria bruta. Igual ao “Pai” ninguém poderá ser, pois o “Pai” não teve princípio e nem terá fim, mas nós fomos criados à sua imagem e semelhança.
No processo de evolução, que é a busca da sabedoria, os filhos e filhas de Deus passam por vidas sucessivas e estas podem ser sofredoras ou alegres, dependendo dos carmas a se pagarem: colhe-se aquilo que se semeia. Quando o processo de desenvolvimento estiver bem evoluído ou adiantado, não é mais necessária a encarnação em corpos de carne, e essa só ocorre em casos de missão e auxílio aos irmãos em evolução: “amor sublime para com todos, e fidelidade plena a Deus”.
O “Pai” dirige tudo, e só Ele sabe o que acontece com cada filho, mas Ele precisa da nossa aceitação e ação, para poder intervir na evolução da sua criação.
O juiz de tudo é: primeiro, o próprio filho, que saberá, se cumpriu bem ou não, a sua missão, pelo remorso ou pela paz interior; segundo, os outros, mas não podemos julgar nossos irmãos.
Os filhos, no plano espiritual, estabelecem as metas a serem cumpridas nas próximas vidas, ou aceitam as decisões e tarefas dos mais sábios, quando não podem ainda optar, pois são novos, ou possuem pesados carmas a serem pagos.”
Tem-se aqui a explicação do Mistério da Santíssima Trindade: “Um só Deus, em três pessoas distintas: Deus-Pai, Deus-Filho e Deus-Espírito-Santo”. Então a idéia de Deus aqui se refere ao “Todo”, como está claro na exposição anterior. Deus-Pai, o Espírito Incriado, não é o “Todo”, e nem está no “Todo”, mas é parte deste “Todo”. O que chamo de Deus é apenas o Pai.
2º) Somando os meus conhecimentos teológicos, matemáticos e filosóficos, digo:
1) Deus-Pai é comparado com a figura da reta. Todo matemático sabe que uma reta não tem início e nem fim. Deus não teve início e não terá fim. Uma reta é construída por uma seqüência infinita de pontos na mesma linha e todas as retas são iguais. Por um mesmo ponto, pode passar um número indefinido de retas, com apenas um ponto em comum, e todas são realmente iguais, enchendo todo o espaço cósmico, que é também infinito.
2) Nós, que fomos criados, somos comparados com a figura da semi-reta. Todo matemático sabe que uma semi-reta tem início, e não tem fim. Nós também tivemos início, e não teremos fim. Nós não somos todos iguais, pois fomos criados em momentos diferentes, e o criador nem é sempre o mesmo.
3) O Mistério da Santíssima Trindade: Deus-Pai, Deus-Filho e Deus-Espírito-Santo, três pessoas distintas, mas um só Deus. Deus aqui é comparado com o maior conjunto possível, cosmicamente falando. Cada espírito, cada ser vivo, cada célula e cada átomo são elementos deste “imenso conjunto cósmico”, que pode ser dividido em milhares de subconjuntos. Cada ponto é um elemento deste imenso conjunto, que é o infinito espaço cósmico, que continua sendo espaço livre, pois tudo aqui é só idéias e conceitos abstratos, dentro de conceitos racionais e lógicos. Deus-Pai, a quem realmente chamo de Deus, é um elemento deste conjunto também. Jesus já nos ensinou: “Mas vem a hora, e é agora, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e verdade, pois tais são os adoradores que o Pai procura. Deus é espírito, e aqueles que o adoram devem adorá-lo em espírito e verdade” (Jo 4,23 e 24).
4) Dividindo o grande conjunto cósmico em três (3) subconjuntos, temos:
a) Deus-Pai-Mãe-Criador, o Espírito Incriado e primeiro Criador, é um conjunto de um só elemento, já que ninguém é igual ao Pai.
b) Deus-Espírito-Santo é o conjunto de todos os espíritos criados, que estão libertos dos corpos de carne. Então cada espírito livre da matéria bruta é um elemento deste conjunto (subconjunto), que é o “Espírito-Santo”.
c) Deus-Filho é o conjunto de tudo aquilo que existe no reino da matéria, pois a matéria também foi criada, desde o átomo até a um planeta, desde o microscópico vírus até ao ser humano, que é o rei da criação. Então cada ser vivo é um elemento deste conjunto (subconjunto), que é o “Deus-Filho”.
2º - Veja também esse trecho da carta para o Dr. Carlos Magno Ramos de 21/02/2000, que está nesses endereços:
viewtopic.php?f=12&t=5819&p=136436#p136436
viewtopic.php?f=12&t=5819&p=136437#p136437
Citação:
Conforme os ensinamentos do catolicismo, protestantismo e dos pentecostais, Deus é um Deus Uno e Trino: “Um só Deus, em três pessoas distintas: Deus-Pai, Deus-Filho e Deus-Espírito-Santo”.
Essa incógnita complicou a cabeça ou a mente de muitos teólogos, que foram os responsáveis por muitos princípios sofistas e encontraram a solução ou saída pelo mistério, que ninguém consegue explicar. Denomino como “mistério”, o orgulho e a vaidade dos sábios, já que não tiveram a humildade de contar ou revelar que não sabiam nada como explicar este ou aquele assunto em estudo.
Chamo realmente de DEUS, apenas, o Espírito Incriado ou Deus-Pai-Mãe, que é o primeiro Criador. Deus iniciou a criação, mas Ele não é a criação. Deus não é o “Todo” e nem está no “Todo”, mas Ele é um elemento do “Todo” e, então, faz parte do “Todo”. Deus não guardou só para si a capacidade de ser “o único criador”, então existem muitos outros criadores.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 22:58, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 281 mensagens ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 ... 19  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
cron
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB