Portal do Espirito

A sua referencia em Doutrina Espirita na Internet
Bem-vindo: Qua, 13/Nov/2019 06:19
Ler mensagens sem resposta | Pesquisar por tópicos ativos


Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 281 mensagens ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 ... 19  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Ter, 14/Jun/2011 21:58 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
6) Deus é onisciente? Resposta: SIM.
Se Deus não fosse onisciente, então Ele não saberia tudo e por isso teria que aprender mais com alguém que saberia mais do que ele, então esse seria Deus.
Dos 16 foristas, que responderam as perguntas, 7 responderam "NÃO" e 9 “SIM”.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 20:49, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Ter, 14/Jun/2011 22:02 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
7) Deus é onipotente? Resposta: SIM.
Dos 16, que participaram da pesquisa, 11 responderam “SIM”.
Do mesmo jeito se Deus não fosse onipotente, então existiria alguém acima dEle e este é que seria Deus. Mas falar em onipotência para Deus leva-nos até a ter uma visão não perfeita de Deus, pois Deus é onipotente e dirige todo o processo da evolução cósmica, mas sempre respeita a plena liberdade de todos os “seres criados e a serem criados” no plano físico como no plano espiritual.
É por isso que sempre digo que quanto mais evoluído é um Espírito mais ele respeita a liberdade dos outros e Deus é perfeito (Mt 5,48).

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 20:50, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Ter, 14/Jun/2011 22:13 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
8 - Deus está em todo lugar ou é onipresente? Resposta: "NÃO".
A minha resposta é "NÃO", e apenas "2" ateus dos "16" foristas, que responderam a relação de perguntas, até agora, responderam "NÃO".
Vou explicar a minha resposta com um trecho da 3ª carta, que escrevi para o bispo Dom Célio:
Citação:
"Belo Horizonte, 29 de Janeiro de 2000.
Dom Célio, caro amigo e companheiro cristão e franciscano, muita paz, luz e amor.
Agradeço a sua atenção para comigo, pois recebi a sua resposta em 04/01/2000.
Dom Célio, em sua carta de 22/09/1999. Você escreveu: “Com relação ao conteúdo das cartas que você mandou para o Frei Estanislau, Frei Patrício e Frei Basílio, de fato daria mesmo para falarmos muito. Mas em todas eu percebo seu espírito perscrutando as Escrituras”.
...................
Como monoteísta, sou também teísta, antropomorfista, e nego o panteísmo, o politeísmo e o monismo. Acredito e sei que Deus pode manifestar-se a qualquer pessoa ou ser criado da forma que Ele desejar e for necessário para intervir na história e evolução da humanidade ou da criação.
Veja os exemplos em Gênesis 3,8; 18,1; 28,10 a 15; 37,5 a 11; 40,5 a 19; 41,1 a 32; Êxodo 3; I Samuel 3; 16,1 a 13; II Samuel 12,1 a 14; I Reis 19,9 a 18; Isaías 6,1 a 13; Jeremias 1,4 a 19; Daniel 5,5 e 25; 14,33 a 39; Mateus 3,17; 17,1 a 8; Atos 2,1 a 12; 9,3 a 19; 12,6 a 11.
Aceito que Deus pode estar em qualquer lugar, mas Ele não está em todo lugar, então o conceito ou ideia da onipresença para Deus é um pouco sofista, mas com isso não diminuo ou restrinjo a onisciência e onipotência de Deus. Se Deus estivesse presente em todo lugar ou em todo ser criado, Ele estaria também naqueles que roubam, matam, violentam, estupram, caluniam, dão falso testemunho e aí Deus estaria concordando com tudo ou seria completamente nula ali a sua presença.
Como não consigo imaginar nenhuma nulidade para com Deus, então Ele não está presente nestes casos. Também, se Deus estivesse presente em todo lugar e ou em todos, não poderia haver discordância e até “guerras santas” em nome de Deus, isto seria uma grande contradição e muito irracional mesmo.
Como Deus respeita plenamente a liberdade de todos, Ele só se aproxima, quando o profeta ou o discípulo estiver preparado, e abrir as portas do coração. Neste caso se cumprirá o que está escrito: “Eu e o Pai somos um” (Jo 10,30), e “Quem me vê, vê o Pai” (Jo 14,9b).
O “panteísmo” é um sofisma filosófico sobre Deus, já que defende que tudo é Deus. O “monismo” é uma outra forma de apresentar o erro do “panteísmo”, já que defende que a criação é Deus.
Nego também o “politeísmo”, que defende a existência de muitos “deuses”, mas existem muitos espíritos, e, em muitos casos, estes assumem a posição ou o lugar de Deus, por isso existem muita confusão e um caos mesmo de ideias e conceitos sobre Deus. Deus-Pai-Mãe, o primeiro Criador, não guardou só para si o segredo de ser criador, então aceito que qualquer ser criado, tem que evoluir, e poderá ser também um outro criador: o dualismo na criação. Cada um é o responsável por tudo aquilo que faz ou cria, e nós temos que ter capacidade para analisar, descobrir e entender se a criatura, com a qual nos estamos relacionando, veio de um criador bom ou não, ou mesmo se é Deus, uma criatura de Deus ou de um falso “deus”.
A grande confusão e o labirinto que surgiram para toda a humanidade é que cada ser humano criou para si uma imagem de Deus, e julga que esta sua imagem de Deus é o verdadeiro Deus, por isso temos vários conceitos e ideias sobre Deus completamente errados. Veja e analise bem esta frase: “O Deus de muitos cristãos é anticristão”. Aqui encontra-se a razão de muitos conceitos e ideias, que reduzem Deus a mediocridade de muitos: um Deus que se arrepende, um Deus que vinga, um Deus que tem ira, um Deus tirano e carrasco, um Deus que exigiu a morte do Filho para poder perdoar a humanidade condenada pela culpa de Adão e Eva, um Deus que julga e condena para a eternidade, um Deus que exige uma obediência cega, um Deus que causa medo e terror, um Deus responsável por muitos males e pragas".
Muitos pensadores ou teólogos confundiram o Espírito de Deus com a Espiritualidade ou até mesmo com o conjunto cósmico, no qual tudo está contido ou que não existe nada fora dele.
O Espírito de Deus é o único que pode ir a qualquer lugar sem ter que pedir permissão de algum outro espírito, mas nunca podemos esquecer que Deus respeita plenamente a LIBERDADE de todos.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 20:59, em um total de 3 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qua, 15/Jun/2011 22:41 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
9 - Deus é um espírito? Resposta: "SIM".
Entre os 16 que já responderam, apenas “4” responderam “SIM”.
O Espírito pode existe na antimatéria, até o perispírito é algo material, mesmo que seja de uma matéria muito mais pura do que a nossa. O Espírito de Deus, que é incriado e iniciou a criação do “nada absoluto”, pode existir no “nada absoluto”: sem matéria e sem vibração e todo espírito criado também pode conquistar o estado de perfeição (Mateus 5,48).
Por meio do estudo da Espiritologia o ser humano conquista a capacidade de discernir, entender e compreender o nível evolutivo dos espíritos (1Jo 4,1 a 3).
Vejam também o que está escrito em João 4,24: “Deus é espírito e aqueles que o adoram devem adorá-lo em espírito e verdade” (João 4,24).
Fico muito contente quando alguém me faz perguntas, pois enquanto vou respondendo, também vou aprendendo cada vez mais e deixando tudo muito claro para os outros no presente e no futuro.
Deus, no meu atual modo de entendimento, é o único Espírito Incriado e primeiro Criador, mas não o único criador. É por isso que chamo Deus de o Eterno Presente e o comparo com a figura da reta, que não tem início e nem fim.
Veja a resposta da primeira pergunta de “O Livro dos Espíritos” (OLE):
“Deus é a inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas”.
Agora veja também a resposta da pergunta 23 de OLE: 23 – “Que é Espírito?”
Resposta: “O princípio inteligente do Universo”.
Sendo Deus a inteligência suprema e os espíritos os seres inteligentes do Universo (OLE 23 e 76), então fica fácil entender que Deus é também um Espírito e com a plenitude da perfeição em todos os atributos dEle (Mt 5,48 e OLE 13). No início do Gênesis da Bíblia está escrito: “No princípio, Deus criou o céu e a terra” (Gn 1,1).

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:04, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qua, 15/Jun/2011 22:52 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
10 - Deus perdoa? Resposta: "NÃO".
Entre os 16, que já participaram da pesquisa, “8” responderam “NÃO” e então as respostas ficaram em 50% para o SIM e para o NÃO.
Quando a resposta é “não sei”, é também uma divergência. Se o perdão existisse, esse seria a maior injustiça, que existiria no Perfeito Plano de Deus com relação à Criação.
Todos os que devem terão que pagar até ao último centavo ou ceitil (Mt 5,26 e 18,34).
Agora vou explicar a minha resposta NÃO, pela qual já fiz teólogos se calarem:
Citação:
Belo Horizonte, 25 de Dezembro de 1990.
Dom Diogo Reesink ofm, desejo-lhe um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.
... Também vou expor aqui agora outra tese, que hoje defendo e que é:
“DEUS NÃO PERDOA NUNCA”. Explicando a tese, primeiro, cito a teologia de Santo Agostinho (ou do mestre dele: Santo Ambrósio, ou mesmo de seus mestres), que ensinou o seguinte: “A ofensa cometida pelo homem contra Deus é maior do que o ofensor, por isso o homem não teve “autoridade e nem capacidade” de pedir perdão da ofensa cometida ao ofendido, que é Deus e por isso Deus enviou o próprio Filho, Jesus, para limpar ou resgatar a culpa causada pela desobediência do homem”. Para mim é bonito ver a dimensão do amor infinito de Deus na teologia agostiniana, mas por outro lado é de uma grande falta de lógica ou de uma mediocridade mesmo para explicar a “perfeição e sabedoria infinitas de Deus-Pai-Mãe Criador”. Pois para que a humanidade conseguisse o perdão de Deus foi necessária e até aceita ou exigida por Deus-Pai-Mãe o sangue e a morte de Jesus de Nazaré na cruz. Isso é o mesmo que negar a capacidade infinita de compreensão por parte de Deus, como também negar a onisciência e a onipotência de Deus.
Agora resumindo digo: “Deus não perdoa nunca”, porque para que houvesse necessidade de “perdoar” por parte de Deus, antes Ele sentiu-se ofendido e se Deus se ofendesse, Ele não seria Deus, pois Deus é paciência, compreensão, amor, perfeição e sabedoria em plenitude. Então como Deus nunca foi ofendido por isso Ele não tem nada para perdoar; isto é: Não Perdoa Nunca.
Nós temos que pedir perdão sim, mas é aos nossos irmãos, pois a estes ofendemos e nós temos que perdoar também é a nós mesmos, pois muitas vezes agimos de uma forma contrária às leis do amor, fraternidade, liberdade, compreensão, humildade, fidelidade, alteridade e da Verdade.
Esse foi o caso do grande Bispo, Confessor e Doutor da Igreja: Santo Agostinho, pois ele foi batizado com 33 anos e tornou-se um grande teólogo, mas não conseguiu perdoar a ele mesmo pelos atos cometidos antes na vida mundana e desregrada, que levava. Por isso defendeu a tese que: “A culpa da desobediência cometida pelo homem foi maior que o ofensor e por isso o homem não tinha condição de nem pedir perdão, como também, para ele, não era possível conseguir a autorredenção”. São Paulo também é defensor dessa mesma “tese”, por isso a complicação e confusão de muitos estudiosos de suas epístolas ou cartas.

Continuando a explicação da minha resposta “NÃO” para a minha pergunta de número 10: “Deus perdoa?”, divulgo aqui trechos da 1ª carta, que escrevi para o padre Libânio:
Citação:
Belo Horizonte, 13 de Setembro de 1992.
Caro amigo e companheiro em Cristo Jesus, nosso Mestre e guia.
Padre João Batista Libânio, que os ensinamentos de Jesus nos ajudem a encontrar a VERDADE, que liberta.
... Vou expor agora uma de minhas teses, que é: “DEUS NÃO PERDOA NUNCA”.
Antes de explicar a tese, primeiro farei um comentário sobre outra tese teológica, que ouvi sem ter concordado com ela: “A ofensa cometida pelo homem contra Deus era maior do que o ofensor, por isso o homem não tinha autoridade e nem capacidade de pedir e alcançar o perdão da ofensa cometida contra o ofendido: Deus. O homem não podia alcançar a sua redenção. Então Deus enviou seu Filho, Jesus, como Salvador da humanidade, limpando e resgatando a culpa originada pela desobediência do homem, que foi a causa de sua expulsão do paraíso”. Nesta tese é muito bonito ver a dimensão do amor de Deus, mas é de uma grande falta de lógica e de razão para com a perfeição, a sabedoria e a humildade de Deus, como também com a capacidade de compreensão de Deus para com todos nós.
Para mim é difícil pensar que os homens (teólogos) chegaram a conclusão que para que Deus perdoasse a humanidade foi necessária, aceita e até exigida por Deus a morte de Jesus, seu Filho, na cruz e ainda por um julgamento injusto e um drama cheio de traições, realmente um acontecimento digno da perfídia de muitos falsos líderes da humanidade.
Agora vou apresentar a justificativa e defesa da tese que é:
“DEUS NÃO PERDOA NUNCA”.
Deus não perdoa nunca porque Ele é sábio, perfeito, bom, justo (Atualmente já não uso mais esse termo para se referir a Deus: veja a pergunta e resposta 47) e compreensivo. Tudo em Deus tem que ser o melhor possível, pois senão um outro seria melhor do que Ele em algum atributo e aí Deus teria que melhorar em alguma coisa. Deus não perdoa nunca porque para que houvesse necessidade do perdão por parte de Deus, é porque antes Ele teria se sentido ofendido, e se Deus se ofendesse Ele não seria Deus, pois Deus é amor, paciência, compreensão, sabedoria e humildade em plenitude. Quem é sábio, perfeito, bom, justo e compreensivo nunca se sente ofendido. Então, como Deus é perfeito em tudo Ele nunca se sentiu ofendido, nunca foi ofendido, por isso Ele não tem nada para perdoar. Só tem que perdoar aquele que se sente ofendido e quem se sente ofendido não é ainda perfeito.
Se entre os homens mais sábios e mais justos já existem aqueles que não se ofendem de maneira nenhuma e esta é a meta a ser atingida por todo ser humano: A PERFEIÇÃO. Como podemos negar esta capacidade para Deus? Como puderam ensinar que Deus sentiu-se ofendido pelo ser humano e ainda foi necessária a morte de Jesus na cruz para redimir o gênero humano? Para mim é o mesmo que defender que Deus não é perfeito.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:08, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qui, 16/Jun/2011 09:13 
Offline

Registrado em: Qui, 06/Nov/2008 15:32
Mensagens: 1223
Agora que me dei conta... Há algo em comum em nós dois... Quer dizer, existe um atributo de Deus do qual não concordamos. Mas no meu caso, é o da onisciência, e o seu é o da onipotência. Pois para você Deus é um indivíduo que se desloca no espaço, portanto deixa de ser onipotente, mas pensa, sente, planeja, e com isso é onisciente.

No meu caso, ele se encontra em toda parte. Mas isso é diferente de dizer que tudo é Deus, pois que considero ele como uma dimensão paralela em relação ao nosso universo, a dimensão limite, mas que engloba todas as que estão contidas nela, inclusive o mundo material. E além disso todos os espíritos estariam ligados, pela dimensão mental e pelo corpo átmico em Deus.

Quer dizer, que Deus seria ao mesmo tempo um "recipiente" que engloba todas as dimensões para além da de Deus, assim como está presente, não-localmente, quer dizer, fora do espaço-tempo, em cada espírito. Isso explicaria a onipresença. Eu não acredito nos atributos de Deus por acreditar ou só porque as pessoas pensam isso estar certo.

Eu exploro cada um deles de forma minuciosa, e se tiver algum do qual eu veja um problema conceitual ou lógico, descarto. Eu acredito somente pela lógica, e não por fé. Não vejo sentido em Deus ser uma consciência, mas vejo sentido de que a matéria e a consciência se baseiam numa mesma essência, e se formam a partir de Deus.

Aquele que acredita que Deus seja onisciente ou é teísta ou panteísta. Mas eu sou mais deísta (apesar de não crer que seja um ente pensante). Deus para mim é apenas um mecanismo que funciona por automatismo, reage às informações do espírito pela prece (processa tais informações como se fosse um processador).

A consciência e a criatividade teriam relação com a lei da probabilidade. Esta lei da probabilidade de eventos é que permitiria o livre arbítrio em cada um de nós. Quanto mais estamos numa dimensão próxima à fonte, maior o grau de probabilidades e então maior se torna a capacidade de escolha. O determinismo é atenuado em tais dimensões, mas não ausente, pois não haveria liberdade em 100%.

Amit Goswami, um importante cientista da atualidade, disse que esta lei de probabilidade pode ser provada pela física quântica. A não ser se dermos um sentido diferente à consciência, daí de repente Deus poderia ser mesmo onisciente, porém não como um ser, um indivíduo.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qui, 16/Jun/2011 11:32 
Offline

Registrado em: Qui, 06/Nov/2008 15:32
Mensagens: 1223
Se houvesse 100% de determinismo, não existiria livre-arbítrio e nem criatividade. Seríamos meros robôs sem consciência de nada. Se houvesse 100% de liberdade ou aleatoriedade, não haveriam leis universais determinísticas, e consequentemente não haveriam sistemas.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qui, 16/Jun/2011 14:02 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Enio, um grande abraço.
Nossas divergências estão nas perguntas de números: 4; 6; 8 e 9, além de outras, nestas que são:
4) Deus é perfeito? Sim.
6) Deus é onisciente? Sim.
7) Deus é onipotente? Sim.
8.) Deus está em todo lugar ou é onipresente? Não.
9) Deus é um espírito? Sim.
E não na pergunta de número 7:
Veja a minha repsosta e explicação para a pergunta de número 7, que está neste endereço:
viewtopic.php?f=12&t=5819&p=136816#p136816
Citação:
7) Deus é onipotente? Resposta: SIM.
Do mesmo jeito se Deus não fosse onipotente, então existiria alguém acima dEle e este é que seria Deus.
Mas falar em onipotência para Deus leva-nos até a ter uma visão não perfeita de Deus, pois Deus é onipotente e dirige todo o processo da evolução cósmica, mas sempre respeita a plena liberdade de todos os "seres criados e a serem criados".
É por isso que sempre digo que quanto mais evoluído é um Espírito mais ele respeita a liberdade dos outros.
Não é fácil entender que Deus dirige TUDO e respeita plenamente a LIBERDADE de todos. Só um SER plenamente perfeito e imensamente BOM tem a possibilidade de agir e ser assim.
Sobre o aspecto do teterminismo em 100%, eu concordo sim que não haveria nenhum livre-arbítro ou liberdade e nem criatividade.
Isso só acontece quando existe só matéria bruta ou total ignorância dos SERES envolvidos.
Já no caso de 100% de LIBERDADE só se torna possível quando o SER envolvido já possui a PERFEIÇÃO ABSOLUTA e esse SER é aquele que chamo de DEUS, que dirige todo o processo da EVOUÇÃO CÓSMICAe por isso ele é sim um ESPÍRITO ONIPOTENTE.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qui, 16/Jun/2011 16:19 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
11) Deus julga? Resposta: "NÃO".
Dos 16, que participaram da pesquisa, 11 responderam “NÃO”.
DEUS não julga porque ELE é plenamente perfeito e também respeita totalmente a nossa liberdade: a liberdade de TODOS.
O respeito pleno ao livre-arbítrio de cada um e de todos é uma das características da plena PERFEIÇÃO (Mt 5,48). É por isso que sempre falo que quanto mais evoluído é um espírito, mais ele respeita a liberdade ou o livre-arbítrio dos outros.
Todo aquele que julga os outros, tem que tomar a decisão dele, que sempre irá desagradar a alguém. Em todos os julgamentos existem dois lados em disputas e qualquer decisão tomada sempre irá desagradar a um dos grupos ou dos lados que estão em disputa, como também a decisão do julgamento poderá desagradar aos dois grupos ou lados em disputa.
Entenda-se bem o que está escrito: “Porque o Pai a ninguém julga, mas confiou ao Filho todo o julgamento... e lhe deu o poder de exercer o julgamento porque é Filho do Homem” (João 5,22 e 27).

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:13, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qui, 16/Jun/2011 16:22 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
12) Deus condena? Resposta: "NÃO".
Dos 16, que participaram da pesquisa, 13 responderam “NÃO”.
A lógica desta resposta tem muito a ver com a resposta anterior, pois se Deus não julga, então Ele também não condena.
DEUS, como é onisciente, possui a plenitude da sabedoria e por isso entende e respeita a todos os nossos atos, inclusive aqueles que não forem perfeitos.
DEUS ama e quer o BEM para todos os seres criados.
À medida que vamo-nos evoluindo, vamos também compreendendo cada vez mais os segredos da perfeição divina e é por isso que está escrito:
“Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus” e “Portanto, deveis ser perfeitos como o vosso pai celeste é perfeito” (Mateus 5, 8 e 48.).

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:15, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qui, 16/Jun/2011 16:27 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
13) Deus pode arrepender-se? Resposta: "NÃO".
Dos 16, que participaram da pesquisa, 14 responderam “NÃO”.
Todo aquele que se arrepende é porque não agiu correto, então não agiu com perfeição e nem com retidão, então não foi Deus que se arrependeu de ter criado o gênero humano (Gn 6,5 a 7).
Se Deus pudesse se arrepender, então Ele não seria perfeito, onisciente e nem onipotente.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:20, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qui, 16/Jun/2011 16:51 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
14) Deus extermina os nossos inimigos? Resposta: "NÃO".
Dos 16, que participaram da pesquisa, 15 responderam “NÃO”.
A razão desta pergunta é dizer que a Bíblia não é realmente a palavra de Deus, pois existem passagens bíblicas que mostram que Espíritos, que são considerados como sendo o próprio Espírito de Deus, exterminaram os inimigos do povo de Israel (Cito aqui apenas Êxodo 7,8 a 14,31 e 17,8 a 16 e Josué 5,13 a 15).
Jesus nos ensinou para amarmos uns aos outros e até aos nossos inimigos (Mt 5,44), então para encontrarmos o caminho do nosso aperfeiçoamento temos que realmente colocar em prática os ensinamentos de Jesus em torno do perdão e do AMOR.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:21, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qui, 16/Jun/2011 17:54 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
15) Deus vinga? Resposta: "NÃO".
Bom, qualquer análise da resposta desta pergunta e das duas anteriores sempre haverá muita correlação entre elas, pois qualquer “sim” com relação a estas perguntas mostra que vem de quem ainda não é plenamente perfeito.
Nestas "3" perguntas quase houve opinião absoluta de acordo com o meu modo de pensar e de entender como DEUS É, pois as perguntas de números 14 e 15 tiveram de todos os 16 irmãos foristas, que responderam a relação de 47 perguntas, apenas uma diferença em cada com uma resposta “SIM”.
E a pergunta de número 13 teve apenas duas respostas com o “SIM”, que foram divergentes.
Os irmãos que respondeu “SIM” para as perguntas 13; 14 e 15 também responderam “NÃO” para a 1ª pergunta: 1 - Você acredita em Deus?
E é por isso que eu inverto o ensinamento que está no início do livro de Gênesis:
“Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem, como nossa semelhança, e que eles dominem sobre os peixes do mar, as aves do céu, os animais domésticos, todas as feras e todos os répteis que rastejam sobre a terra”. Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus ele o criou, homem e mulher ele os criou” (Gn 1,26 e 27).
Eu hoje falo assim: ‘Cada ser humano cria para si um “deus” conforme o seu modo de ser ou à sua imagem e à sua semelhança’.
O que está escrito em Gênesis 3 é sim uma forma de vingança por causa da não obediência à ordem que foi imposta aos seres humanos para não comerem dos frutos da árvore do conhecimento do bem e do mal (Gn 2, 16 e 17), então não foi Deus que expulsou Adão e Eva do jardim Éden (Gn 3), mas um Ser tirânico e sem amor.
Mas para chegar nessa conclusão tive que aceitar que “a Bíblia não é a palavra de Deus, mas dos homens, que foram inspirados por diversos espíritos, que lhes eram assemelhados”. E para ir divulgando tudo isso eu fui fazendo uma relação de 47 perguntas, pois tudo fica mais fácil para explicar as minhas ideias, quando existe uma divergência de opinião ou de ideias.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:26, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qui, 16/Jun/2011 21:08 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
16) Você sabe quem então julga e condena? Resposta: "SIM".
Entre os 16 irmãos foristas, que responderam às minhas 47 perguntas, 9 tiveram respostas iguais a minha. Veja que aqui as divergências de opiniões já são maiores, quase 43%.
Bom, como DEUS não julga e nem condena, então quem julga e condena são os espíritos criados e os julgamentos, para eles, tornam-se bem mais perfeitos, quando os mesmos são feitos por aqueles, que receberam o poder de julgar e condenar os seus semelhantes: os juízes e estes seguem as leis existentes.
Aqui podemos comentar o seguinte: ‘Quanto mais perfeitas forem as leis de uma sociedade, mais perfeitos e justos são os legisladores. Digo perfeitas quando as leis protegem às minorias, pois as próprias maiorias se protegem sem a necessidade de leis. E quando existem leis perfeitas, mas que só são usadas para protegeram aos líderes e os amigos dos líderes, aos ricos ou aos membros da maioria, então temos legisladores evoluídos, mas juízes não muito evoluídos, pois estes passam a julgar em benefício de interesses particulares e não em função das próprias leis’.
Assim quando analisamos as leis de uma sociedade e também as suas aplicações conseguimos avaliar o nível evolutivo da tal sociedade. E em qualquer sociedade ou agrupamento de pessoas (religiões, cores, raças, pátrias, planetas e etc) podem-se encontrar espíritos evoluídos ou não, seja lá qual for o objetivo da formação destes agrupamentos (sexo, raça, cor, religião, povo e ou pátria). Trigo e joio estão misturados em todos os lugares (Mt 13,24 a 30 e 36 a 43).
Entenda-se bem o que está escrito: “Porque o Pai a ninguém julga, mas confiou ao Filho todo o julgamento... e lhe deu o poder de exercer o julgamento porque é Filho do Homem” (João 5,22 e 27). Os espíritos criados são os responsáveis por todos os julgamentos.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:29, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qui, 16/Jun/2011 21:22 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
17 - Deus teve início? Resposta: "NÃO".
Entre os 16 foristas, que responderam às minhas perguntas, apenas 7 tiveram respostas idênticas à minha, que é NÃO. Aos 9 que responderam “SIM” ou “Não sei” fica as perguntas: Quem iniciou a Deus ou como Deus teve início?
Meus comentários sobre a pergunta de número 17: Deus teve início?
Vejam a resposta à pergunta de número 13 de O Livro dos Espíritos: Deus é eterno; se ele tivesse tido um começo, teria saído do nada, ou teria sido criado, ele mesmo, por um ser anterior. É assim que, de degrau em degrau, remontamos ao infinito e à eternidade.
Entender isso ou pensar nisso era um dos meus maiores dilemas ou enigmas. Pois, mesmo que o início da Criação já foi há muito e muito tempo atrás, mas aconteceu o início e o que Deus fazia antes? Já que nada existia, além dEle.
Hoje digo que DEUS É O ETERNO PRESENTE e para falar de Deus para outras pessoas eu utilizo da figura da RETA, que não tem início e nem fim e é uma ideia sempre presente, pois não temos partes da RETA no passado ou no futuro, tudo existe no presente.
Quem quiser compreender melhor essa minha forma de falar sabre Deus como o ETERNO PRESENTE, leia a 15ª carta para o meu irmão padre, que está neste endereço:
viewtopic.php?f=12&t=3650&p=92374#p92374
Faço estes dois destaques da carta:
Citação:
1º) Neste método apresento um gráfico com o cruzamento perpendicular de duas retas (vide figura abaixo). A reta horizontal representa o tempo, e quando falamos de tempo, temos que ter sempre em mente uma correlatividade com a matéria, só podemos medir o tempo que se passou com o envelhecimento de tudo aquilo que tem a haver com a matéria. O estudo da maioria das ciências está baseado nas leis materiais e no inter-relacionamento existente no já complexo mundo dos elementos materiais. A física quântica está quase provando a existência do mundo não físico.

2º) A reta vertical representa o “Eterno Presente”, como também pode representar cada ser existente, tanto no plano físico como no não físico, pois a capacidade e o poder de tudo compreender estão relacionados com a sabedoria e a evolução do ser envolvido.
O único ponto comum das duas retas pode ser chamado de infinito perto. E também quanto mais passamos a compreender este infinito perto, que muitos o chamam de “o deus-interno”, superego (ou mesmo ego, para alguns), mais estamos em condições ou preparados para irmo-nos capacitando em conhecimento e sabedoria nas quatro dimensões das duas retas para o infinito longe ou para os 4 pontos cardeais. Tudo aquilo na reta horizontal, que representa o tempo e que vem do lado esquerdo do ponto de cruzamento com a reta vertical, é o passado, que nunca mais volta. E tudo aquilo do lado direito do cruzamento, que virá depois, é o futuro, que ainda não existe. Na reta vertical temos o “Eterno Presente”, que vai avançando pela reta do tempo e, enquanto vamos entrando em nossas profundezas internas ou no nosso inconsciente individual, isto é: na parte inferior da reta vertical, abrindo portas e selos, vamos também nos autoconhecendo.
No processo do autoconhecimento, existe um distanciamento do ponto de cruzamento das duas retas para a parte inferior da reta vertical, e ao mesmo tempo, vamos também nos preparando em tudo no ambiente do corpo físico e emocional para que este receba energias sublimes e elevadas da mesma distância da parte superior da reta do Eterno Presente. O encontro ou reencontro destas energias tem muito a ver com a crença e a fé do ser envolvido. Dependendo da crença, pode-se julgar pelas experiências vividas que a causa ou origem das novas energias sentidas seja a presença dum Espírito Santo, Jesus ou o próprio Deus-Pai. Também pode-se ter a certeza de estar entrando em perfeita sintonia com companheiros e companheiras de existências vividas, há séculos e séculos atrás, ou até mesmo de milênios já decorridos na reta horizontal, que representa o tempo.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 21:34, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 281 mensagens ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 ... 19  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
cron
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB