Portal do Espirito

A sua referencia em Doutrina Espirita na Internet
Bem-vindo: Qua, 13/Nov/2019 07:39
Ler mensagens sem resposta | Pesquisar por tópicos ativos


Todos os horários são GMT - 3 horas




Criar novo tópico Responder  [ 281 mensagens ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 19  Próximo
Autor Mensagem
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Seg, 23/Mai/2011 18:45 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Enio, um grande e fraternal abraço.
Citação:
O cristianismo, do ponto de vista filosófico e até mesmo científico, é um mito. Há certos aspectos deste mito do qual concordo, outros, definitivamente, não.
Seria muito bom que você lesse o livro: "Mentiras sobre Jesus - Desafio para o diálogo Religoso".
O livro é muito bom. No momento estou digitando o que escrevi no meu exemplar e em irei começar a postar no Portal os meus comentários.
Veja nesse endereço o início:
viewtopic.php?f=12&t=4946&p=136611#p136611

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Qui, 02/Jun/2011 22:08 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Enio, um grande abraço.
Você é o 16º, que respondeu a estas perguntas.
Até agora tivemos 32 repostas iguais, mesmo pensando de uma forma diferente em algumas delas, mas as respostas foram iguais.
Fiquei em dúvida nas respostas de números 4; 28; 32; 46, pois tem que ser uma ou outra.
Veja como você respondeu:
P - 4) Deus é perfeito?
R - 4-) Como um todo, sim, mas em partes pode ser que não.
Você respondeu "sim e "não". A resposta não pode ser dupla, pois nesse caso não dá para comparar.

P - 28) A idéia do purgatório não é a mesma do Umbral?
R - 28-) O Umbral seria o inferno, só que não eterno.
O inferno não sendo eterno é então o Umbral

P - 32) “O dia da IRA de Deus”. Isso está na Bíblia e é certo?
R - 32-) Se esta ira for um fenômeno geológico, humano ou astronômico, sim.
Na Bíblia não existe referência a fenômenos geológicos para essa frase.

P - 46) Você tem fé?
R - 46-) Só no que me faz sentido e se há evidências.
A sua resposta ficou sem ser compreendida, pois não é SIM e nem NÃO.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Sex, 03/Jun/2011 18:01, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 03/Jun/2011 12:44 
Offline

Registrado em: Qui, 06/Nov/2008 15:32
Mensagens: 1223
Há certas perguntas das quais uma resposta não pode ser definitiva (como um sim ou não), caso contrário estaria apenas sendo parcial sobre o que penso. Por exemplo, na sobre a ira de Deus, eu não acredito que esta ira esteja relacionada a um capricho pessoal, mas sim a fenômenos naturais. A questão aqui é a interpretação, e eu afirmei que seria sim apenas se fossem fenômenos geológicos, ou seja, estou impondo uma condição aqui.

Na se Deus é perfeito ou não, eu vejo sob dois aspectos, como um todo e em partes, como um todo sim, mas em partes pode ser que não, pois partes dependentes entre si poderiam formar um sistema perfeitamente funcional. E isso ocorre na natureza, cujas partes interdependentes formam um sistema que pode ser duradouro e bastante estável.

No caso do Umbral, eu afirmei que este é o inferno, pelos relatos dos espíritos, é um local muito ruim, portanto seria o inferno, só que não o dos católicos e evangélicos. Na questão da fé, digo então que sim, mas só sob certas condições específicas. Pois que eu não tenho fé em tudo, apenas no que me é evidente.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título:
MensagemEnviado: Sex, 03/Jun/2011 18:21 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Enio, um grande abraço.
Veja como é difícil buscar o entendimento sobre a VERDADE.
A forma que desenvolvi é para poder falar e expor a nossa forma de pensar e de crer num certo momento.
As palestra que já dei sobre o assnto DEUS tem esse estilo: "SIM" ou "NÃO".
Quando existe diferença na minha forma de pensar ou crer, então vou tomando nota e depois começo a expor a minha ideia para que o ouvinte passe a concordar comigo. É por isso que necessito da resposta exata em SIM ou NÃO.
Com relação as 4 perguntas, ainda fiquei em dúvida se a sua resposta é diferente da minha.
Para a pergunta de número 4 vou considerar a sua resposta como "Não", pois na sua visão Deus não é perfeito e é diferente da minha.
Para a pergunta de número 32, vou considerar a sua resposta como "Não" e então é igual a minha.
Veja que na pergunta 28 você, fugindo da resposta, entou com outra ideia, que é o "inferno". O "inferno" está intimamente ligado a ideia de ser eterno, já o Umbral, como o Purgatório, que são lugares de sofrimento, não são eternos. Então vou considerar a sua resposta como "SIM" e igual a minha.

Resta agora só a resposta sobre a pergunta 46.
Até agora temos 34 respostas iguais.
Paz plena... Rosário.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 03/Jun/2011 18:37 
Offline

Registrado em: Qui, 06/Nov/2008 15:32
Mensagens: 1223
Na questão 46, vou então dizer que sim, apesar da forma desta fé se diferir entre nós. Digo isso porque considero que podem haver fenômenos que podem desafiar os moldes científicos, apesar de não considerar fenômenos de razão absurda, como tudo ser obra de um capricho pessoal.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sex, 03/Jun/2011 20:05 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Enio, um abraço.
Obrigado pela dicisão do SIM para a resposta 46.
As nossas respostas iguais continuaram em 34.
Dos 16 foristas, que responderam à essa relação de perguntas, quem mais se aproximou das minhas respostas foi o ARIDI com 40 respostas iguais.
O interessante é que não houve não uma pergunta totalmente divergente da minha posição e nem uma totalmente igual.
Até agora houve 7 perguntas com 15 igualdade dos 16, que responderam e 3 perguntas com 14 igualdades.
Do lado oposto ocorreram apenas 2 perguntas com 2 igualdades e 1 pergunta com 3 igualdades.
Outra coisa interessante foi que as 2 únicas perguntas, que tiveram respostas iguais as minhas, foram dois que responderam "NÃO" na 1ª pergunta, então são ateus.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sáb, 11/Jun/2011 23:07 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Caros irmãos foristas, um grande abraço.
Eis um trabalho que fiz em torno do relacionamento entre encarnados e desencarnados:
Belo Horizonte, 12 de Janeiro de 1990
RELACIONAMENTO ENTRE ENCARNADO E DESENCARNADO
O caminho para reencontrar com Deus é pela “Evolução Espiritual”, isto é: pelo desenvolvimento do conhecimento e da moralidade ou mesmo pela aquisição da sabedoria ou da perfeição. Digo “reencontro com Deus” porque todos foram criados por Deus e irão encontrar um dia com Deus, o “EU SOU”, sendo também uma individualidade: um “eu sou”.
O nível ou grau da evolução espiritual depende de cada espírito ou filho (filha) de Deus; isto é: é uma conquista de cada um. Quando o encarnado é superior em evolução ao desencarnado e este vem sintonizar com aquele, então o desencarnado tenta dominar ao encarnado, que passa a considerar o desencarnado como um demônio, um obsessor, um agente das trevas, que age contra o projeto de Deus, que é construir, já aqui na terra, o “Reino dos Céus ou de Deus”...., que é um reino de amor, justiça, caridade, humildade, liberdade, servir, sabedoria, perfeição e glória para todos.
Nesse relacionamento entre encarnado e desencarnado, só quando este é superior àquele é que encarnado obedece, então para o encarnado o desencarnado é considerado como DEUS e ninguém conseguirá convencer ao encarnado (ao vivo) que está errado ou sendo enganado.... Até a vida o encarnado entrega para defender uma idéia, que para ele é a suprema verdade, pois o convencimento ao encarnado só o desencarnado conseguirá fazer e não irá fazer essa revelação: “Que existe alguém superior a ele (o desencarnado)”, pois aí perderá o “status de ser um deus”. Existem casos em que o encarnado realmente entrou em sintonia perfeita com DEUS e nessa altura para quem isso conseguiu tudo aquilo que o pode afastar de DEUS é considerado material, ilusão e deve ser abandonado livre e conscientemente, pois é agente do mal. Assim aconteceu em algumas ocasiões com Abraão, Isaac e Jacó, os patriarcas hebreus; Moisés, o legislador hebreu e com Sidharta Gautama, o Buda. Já Jesus de Nazaré, o Cristo, que fundou o Cristianismo, viveu em constante sintonia com Deus, após vencer e afastar o Espírito Tentador e por isso para muitos Jesus é o Salvador de todo o gênero humano e é o próprio Deus ou a encarnação da Divindade.
Houve outros que disseram que sintonizaram com DEUS, mas sintonizaram ou deixaram se envolver com espíritos de muito conhecimento ou das trevas mesmo, de pouca visão ou de pequenos grupos, que só queriam bitolar ou limitar a liberdade de pensamento, anuviar ou prejudicar a descoberta da VERDADE, destruir a todos que não os seguissem ou pensassem como eles ou que não agissem como os seus seguidores, que são os fiéis, os puros ou os eleitos. Muitos receberam e ainda recebem pseudas mensagens ou mesmo mensagens truncadas, sofistas e até falsas desses espíritos e acreditam piamente que são mensagens verdadeiras e puras, vindas da parte de Deus, de Jesus ou de um outro espírito muito evoluído.
Como exemplo, cito o profeta Maomé, que fundou o Maometanismo, um sistema teocrático com o objetivo de destruir o Cristianismo e o Judaísmo, pois de início não teve auxílio dos seguidores da Bíblia Sagrada; o guru Nanak, fundador do sikismo e outros.... Basta analisar a obra do líder Maomé, que pregou guerras santas e ensinava que quem morresse no campo de batalha, matando aos infiéis, conquistava a salvação e também as obras dos seus sucessores, que fizeram guerras e destruíram um grande patrimônio já conquistado pela humanidade. Analisem, estudem e compreendam bem a famosa frase, que dizem que foi dita por um dos discípulos de Maomé e que mandou destruir a famosa biblioteca de Alexandria, depositária de muitos estudos, pesquisas e conhecimentos antigos, um verdadeiro arsenal da ciência, que é: “Como toda a Verdade está no Alcorão, então tudo o que é contrário ao Alcorão está errado e tem que ser destruído; como toda a Verdade está no Alcorão basta conhecê-lo para conhecer toda Verdade e o resto pode ser também destruído”. Como prova de que o profeta Maomé foi mais das trevas do que da luz basta ver o ódio destruidor que os seus seguidores ainda têm até hoje.... Eles procuram mais destruir, odiar e espalhar o temor pelo mundo, do que servir, construir, amar e libertar. Desta sina não escapa nem outros muçulmanos (veja e analise tudo sobre a guerra Irã x Iraque na década de 80), como também se pode ver uma “teologia ou filosofia castradora da liberdade, principalmente das mulheres”. Perguntem alguma coisa ao autor do livro “Versos Satânicos”? Também pode ser vista uma multidão reunida para “rezar” a Deus e ao mesmo tempo gritando freneticamente: “Morte a Israel, morte aos Estados Unidos, morte aos inimigos do Islã”. E o pior ainda é quando um grande e famoso líder religioso do século XX ofereceu U$100.000,00 para quem assassinasse a um irmão, pois todos somos filhos de Deus e ainda diz que segue a Deus, o bom, o justo e o perfeito.
Como os seguidores de Abraão, com raríssimas exceções, como Moisés e alguns dos profetas em alguns raros momentos de suas vidas, não mais sintonizaram diretamente com DEUS, mas com outros espíritos desencarnados, que seriam a representação ou simulação do próprio DEUS, então para os seguidores de Abraão tudo estava certo... Ou tudo que os descendentes de Abraão faziam tinha o apoio direto de Deus (Jeová ou Javé), por causa da fidelidade e do amor do povo de Deus ou também todos os “revezes” sofridos pelo povo eram castigos de Deus por causa da infidelidade ou traição de seu povo: os israelitas.
Os seguidores de Buda procuraram e procuram o Nirvana, que é para eles o “Não Sentir”, o “Não Ser”; isto é: a negação do “Ego ou do Eu Sou”, o aniquilamento completo de cada um para só sentir a presença de um Deus monista, para pertencer ao todo e se aniquilar individualmente. Isso é uma forma de egoísmo e ao mesmo tempo uma contradição, pois pregam a caridade, o amor, a paz, a liberdade, a libertação e com o Nirvana não sentem nada mais a não ser o próprio “Não Ser” ou o aniquilamento perante DEUS. Como poderá haver amor e caridade sem sentir a presença do próximo? Por outro lado procuram a Deus, o perfeito, o onisciente, o onipotente e renegam a própria obra de Deus.... Eles desejam ser BUDA-DEUS ou “ser o próprio Deus”, que é o máximo da vaidade e do orgulho, esquecendo-se de tudo e de todos. (Continua).

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sáb, 11/Jun/2011 23:13 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Caros irmãos foristas, um grande abraço.
Eis um trabalho que fiz em torno do relacionamento entre encarnados e desencarnados: (Continuação).
Os seguidores de Jesus ficaram tão fascinados e fanatizados pela obra do grande e iluminado mestre Jesus, vencedor do “Demônio e da Morte”, que o consideraram e o consideram como o próprio DEUS: a Divindade. Essa condição ou posição assumida levou ao dogmatismo, que cerceou qualquer iniciativa para poder compreender e conviver com a perfeição absoluta da Divindade, que é Deus-Pai-Mãe, o Criador Incriado. “Deuses” todos os filhos(as) de Deus o são (o Deus-Filho), mas nenhum filho pode ser igual ao Pai, pois os filhos foram criados e o Pai é increado. O Pai possui NN dimensões, pois não teve princípio e nem terá fim, e, é o líder máximo e plenamente sábio do “inconsciente cósmico”, pois no mais profundo de cada ser, que é o infinito perto, existe a ligação com o Pai-Mãe-Criador, após ter tomado todo o conhecimento de si mesmo, que é o nascimento do alto ou do espírito.
Para os seguidores de Jesus, que o consideraram e a maioria ainda o considera como o Deus-Filho e o “único filho de Deus” ou o primogênito de todas as criaturas..... (se é o primogênito então ele foi criado), não foi mais necessário e nem é possível a sintonia perfeita com o DEUS-PAI-MÃE-CRIADOR, pois sempre havia e ainda existe a presença intermediadora de Jesus, que teve como o seu mais perfeito discípulo: São Francisco de Assis, que abandonou tudo: riqueza, poder e glória para viver conforme o EVANGELHO DE JESUS e quem mais compreendeu a Francisco de Assis foi Santa Clara, que fundou para as mulheres o que Francisco fez para os homens.
Como para os cristãos Jesus é Deus, então conseguindo sintonizar com Ele já sintonizou com Deus e já alcançou tudo: a maior perfeição possível, enquanto vivo. Só que continuou a permanência de um drama sem solução: a Verdade libertadora não foi compreendida, nem revelada e continuou a existência da dor, do ódio, da sede de poder, do domínio, do orgulho e da falsa Verdade de muitos, como também da vaidade de muitos de serem os únicos representantes de Deus, de Jesus ou mesmo do Pai-Criador por meio do “Espírito Santo” aqui na Terra.
Falando em Espírito Santo, aceito e afirmo que todos os espíritos são “SANTOS”, pois tudo o que Deus criou é “SANTO”. Após o cisma protestante (início do século XVI) houve uma proliferação em massa de religiões ou seitas por causa do orgulho, vaidade e desejo de ser o maior, o melhor e o novo guia de muitos dos fundadores de cada seita, como Martinho Lutero, João Calvino, Zwinglio, Henrique VIII, Joseph Smith, Jim Jones, David Miranda, Bispo Macedo, R. R. Soares e muitos outros, dizendo-se representantes de Deus e guiados pelo Espírito Santo para criar ou fundar “a religião verdadeira” e que só por ela é que se salva. Por isso a famosa pergunta: “Você já aceitou Jesus?”. Mas para esses isso representa: “tornar-se membro da Igreja deles”. Os novos “messias” esquecem que o mesmo já aconteceu com muitos outros...., mas poucos são realmente pastores.
Como cada espírito encarnado sintoniza com os seus semelhantes desencarnados e esses continuam sendo quem eram, então é fácil entender porque em nome do Espírito Santo se dizem tantas contradições. Também para o fundador de qualquer seita ou religião e para os seus “pregadores” sem escrúpulos e sem sabedoria, hoje em dia, fica fácil conquistar poder, “status” e uma ótima estabilidade financeira por causa da “imposição obrigatória” do pagamento do dízimo, pois dizem os falsos salvadores ou condutores de almas, que o dízimo pertence a Deus e, como eles representam a Deus, têm então o direito de viver do dízimo e das ofertas pagos pelos fiéis ou extorquidos deles. Alguns ainda pregam que Deus só ajuda a quem faz doações e quanto maiores são as doações, tanto maiores serão também os benefícios de Deus, pois a doação é livre e o dízimo é obrigatório.
Com o advento do Espiritismo Kardecista essa estrutura rígida e quase inquebrável do Cristianismo foi abalada e destruída para os espíritas e Allan Kardec deu um grande passo para seguir em busca de Deus e da Verdade. Só que os seguidores de Kardec, que se julgaram e julgam-se incapacitados de continuar o que Kardec iniciou, apregoam aos “sete cantos” ser impossível a sintonia com os espíritos superiores, com Jesus a impossibilidade de sintonia é ainda maior e com o Pai ou Deus é realmente impossível. Os próprios desencarnados ajudam e colaboram para a continuação dessa autocastração da evolução ou impossibilidade de sintonia com Deus ou até mesmo com os espíritos superiores, pois assim eles, a nova classe de “santos”, são os intermediários entre os encarnados e os espíritos superiores, ou mesmo entre os “mundos inferiores com os mundos celestes ou de luz”, como também entre o “umbral e os planos superiores”.
Jesus ensinou que para alcançar a salvação é necessário “perder a vida”, abandonar o mundo: renegando tudo o que é material. Essa idéia entrou em choque com a dos seguidores de Abraão, que viam na “glória terrestre” uma bênção de Deus, como também o auxílio de Deus para com os seus seguidores que lhe eram fiéis: linha deuteronomista. Mas veio confirmar a idéia dos seguidores de Buda, pela qual só atingem o CÉU ou a DEUS pelo nirvana ou pela completa autodestruição: “o não ser, o não pensar, o nada”, a renúncia de si mesmo ou a cega obediência a DEUS.
O Evangelho de Jesus não conseguiu grande número de adeptos entre os orientais, porque esses são reencarnacionistas e os cristãos defendem uma única vida.
Já a filosofia dos kardecistas pede para quitar o mais rápido possível todos os débitos ou karmas (carmas) para subir para os “mundos mais evoluídos, felizes e ou celestes”..... O homem sempre desejou e deseja o que não tem: o fruto proibido. O homem também se julga como uma vítima de um poder maior: A expulsão do Paraíso, o castigo de Deus, a tentação do Demônio e ou o pecado de Adão. Tudo tem sua razão de ser e para tudo existe a hora certa: nenhum fruto é colhido verde. (Continua).

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Sáb, 11/Jun/2011 23:16 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Caros irmãos foristas, um grande abraço.
Eis um trabalho que fiz em torno do relacionamento entre encarnados e desencarnados.
O início deste trabalho está nesses endereços:
viewtopic.php?f=12&t=5819&p=136771#p136771
viewtopic.php?f=12&t=5819&p=136772#p136772
(Continuação).
A união de todas as filosofias e idéias ajuda na busca da VERDADE e de DEUS. Deus é Pai, é Mãe, é Criador, é o Grande Arquiteto, é Javé, é Jeová, é o Senhor, é Jesus, é o Espírito Santo, é Zambi, é Olorum, é a Inteligência Suprema, é Tupã, é Alá, é Vida, é o Amor, é a Sabedoria. Para muitos Deus é tudo, mas nada por si só pode representar a Deus, que tem a perfeição infinita em tudo.
Como Deus quer o bem e o melhor para todos, então é necessário a construção do Reino de Deus em sua plenitude; isto é: no plano físico, visível ou material como no plano extra-físico, invisível ou imaterial.
Como tudo tem sua hora certa e nenhum fruto é colhido verde, e também a humanidade caminha junta e unida, é necessário dar tempo ao tempo: uns auxiliando aos outros e todos devendo servir-se mutuamente; isto é: viver a vida em perfeita convivência entre todos e uns amando aos outros como Jesus amou a todos. Cada filho ou filha de Deus ou cada criatura de Deus cria em torno de si um grande escudo invisível em defesa dele mesmo, que é para uns o poder mental, uma invencível energia e para outros o inconsciente, o superconsciente, o subconsciente, o superego ou mesmo o consciente racionalista: unindo tudo temos a mente ou o Espírito. Essa defesa é realizada ou construída pela educação de berço ou pelo inconsciente individual, grupal ou coletivo; por isso, para se libertar desse escudo invisível ou dessa prisão com algemas de ouro, seja lá por qual nome é chamado, é necessária uma completa “lavagem cerebral” pelo próprio indivíduo para aceitar idéias novas, sejam falsas ou verdadeiras, para procurar a VERDADE última: DEUS..... É o nascer de novo, como disse Jesus. Quem consegue isso é considerado avançado para o seu tempo ou para outros um herege ou até mesmo um grande Mestre, tornando-se um Avatar depois para os seus discípulos e seguidores fanáticos. Exemplos: Krishna, Abraão, Jacó, José do Egito, Akenaton ou Amenofis IV, Moisés, Samuel, Isaías, Elias, Eliseu, Pitágoras, Sidharta Gautama, Sócrates, Zoroastro, Hermes, Laotse, Confúcio, Jina, Jesus, Maomé, Francisco de Assis, Nanak, Martinho Lutero, João Calvino, Joseph Smith, Allan Kardec, Luiz de Mattos, Manoel Jacintho Coelho, Samael Aun Weor, Jim Jones e outros, que existem por aí.
Só com a compreensão de quem cada um realmente é e que o “Eu Sou” sempre continuará existindo, não havendo então o sumiço de cada um no “Todo Universal”: o monismo ou o panteísmo, que são filosofias sofistas, é que será possível a compreensão total da grande e perfeita sabedoria de DEUS, que ama e quer o bem a toda criatura, independente de sua condição ou posição, desde o reino mineral até ao reino angelical.... Deus é então a última Verdade: a VERDADE ABSOLUTA ou Verdadeira. Deus é tão perfeito que não se ofende, então Ele não precisa perdoar. Quem pede perdão a Deus está perdendo tempo, pois Deus não precisa ou não tem o que perdoar, já que Ele nunca foi ofendido... O grande amor e a imensa perfeição de Deus não deixam que Ele seja ofendido. Temos que pedir perdão é a quem ofendemos: aos nossos irmãos, pois esses, sim, são ofendidos e sofrem pela ofensa recebida e também feita, por causa do remorso.
A maior violência para com um ser humano é a violência mental, que não permite que cada um tenha as suas próprias idéias e se auto-conheça, pois se alguém pensar diferente do grupo, do chefe do grupo ou da Igreja será considerado herege, excluído da comunidade, até excomungado e com a pena da condenação eterna. Aqui está a razão de muitos terem sido torturados, destruídos e até queimados vivos
E quem pode dizer que já conhece a DEUS.... Então é necessário procurar, estudar, viver, amar, servir, ser luz, ser puro, ser perfeito para compreender, encontrar e conviver com DEUS.
Todo ser humano que busca a perfeição deve sempre colocar-se à disposição para receber a comunicação de Deus ou a revelação sobre o mistério que é Deus. Quem escolhe os representantes de DEUS ou aquele que poderá falar em nome de Deus é o próprio Deus e não os próprios homens por rituais litúrgicos, sagrações, ordenações, após muito estudo e também ter passado pela aprovação dos que já se julgam que podem falar em nome de Deus, pois para esses é necessário que o novo “candidato” seja bitolado e que tenha a mente e os pensamentos conforme o pensamento do grupo ou da comunidade que irá representar. Escolhendo-se assim quem irá falar em nome de Deus ou revelar a Verdade, é o mesmo que tentar “bitolar a Deus” à insignificância ou pequenez humana, mesmo sendo o homem a obra-prima da criação. Esses escolhidos representaram e representam realmente o seu grupo, que se torna muito importante do que o AMOR UNIVERSAL, do que a VERDADE e até do que a DEUS. Entre esses escolhidos existem também muitos enviados por Jesus e até por Deus, mas por causa do princípio da liberdade plena, que é a meta de todos os que buscam a perfeição, eles calam, refugiando-se na fortaleza do silêncio e confiando plenamente em DEUS, e esperam a revelação da hora certa.
Jesus não conseguiu furar o bloqueio mental perante os seus seguidores em 2 (dois) mil anos para revelar que Ele não é DEUS, Ele é também uma criatura. Digo que “não conseguiu” porque se assim o fizesse teria que cassar o livre arbítrio de seus seguidores e quanto mais evoluído é um espírito, tanto mais ele respeita a liberdade dos outros. O Criador é o PAI e Jesus revelou o PAI. Isso foi porque Jesus aceitou a alteridade e a liberdade de seus irmãos e de seus seguidores... Também toda a verdade tem a hora certa para ser revelada, compreendida ou descoberta e a hora certa só o PAI sabe.........
Paz...... Paz...... Paz...... Amor..... e...... Perfeição...... PAZ PLENA. Rosário Américo de Resende.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Dom, 12/Jun/2011 20:24 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
Na realidade tanto ateus como crentes estão no mesmo barco, uns negam a existência de Deus e outros aceitam a existência de Deus, mas os que aceitam não sabem quem é realmente Deus, pois quando os teólogos são encurralados dizem que Deus é um MISTÉRIO e ninguém poderá desvendar os desígnios de Deus.
Quando aceitei a reencarnação como verdade (05/01/1980), entendi que tinha aprendido muitos coisas como verdadeiras e que não o eram e logo em seguida (a partir de Março de 1981, quando conheci a Doutrina Espírita) pude entender que a Bíblia não era a palavra de Deus e que Lúcifer não existia do jeito que eu tinha aprendido por meio da Doutrina Católica.
Digo que nunca fui ateu, mas deixei de ter uma crença cega e a 1ª coisa que fiz após ter tido o meu nascimento do alto foi riscar o nome "romano" da minha religião.
E assim tornei-me um livre perscrutador da VERDADE e aqui vou apresentar as bases do meu atual modo de falar e pensar sobre Deus.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Dom, 12/Jun/2011 20:42 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
1 - Você acredita em Deus? Resposta: "SIM".
Com relação a minha pergunta de número 1:
1) Você acredita em Deus?
Digo que entre os dezesseis que responderam a relação de perguntas, apenas 4 (quatro) responderam que "NÃO" e foram estes quatro que divergiram da minha resposta.
O acreditar ou não em Deus é algo muito específico de cada pessoa e, em muitas vezes, depende da nossa educação.
Muitos ateus tornaram-se adeptos do ateísmo por causa dos ensinamentos irracionais e ou até infantis sobre Deus, que aprendemos de nossas religiões, enquanto éramos crianças. Como a absurda Teologia de Sangue e a Teologia do Sofrimento. Os cristãos ensinam que Jesus morreu na cruz para redimir o gênero humano e muitos ainda dizem, em completa ignorância: "O sangue de Jesus derramado na cruz já me salvou ou já lavou os meus pecados". O ensinamento do "pecado original", que é realmente um outro absurdo para com a perfeição divina, como também o é o ensinamento das "penas eternas".
E quando começam a questionar aos líderes religiosos sobre tais princípios, tidos como dogmas, estes também não sabem explicar e nem explicam as diferenças entre os seres humanos.
Então passam a negar a existência de Deus, pois julgaram que foram enganados e não aceitam mais nada sobre religião. Torna-se necessário conversar com estas pessoas e descobrir o que aconteceu com cada um.
Existem ateus muito mais sábios e convincentes sobre o que Deus não é do que crentes, que não sabem o que ou quem Deus é.
Para explicar um pouco mais sobre Deus e nós, vou postar aqui uns trechos da carta que escrevi para um bispo, que foi meu contemporâneo de seminário:
"Belo Horizonte, 29 de Janeiro de 2000.
Dom Célio, caro amigo e companheiro cristão e franciscano, muita paz, luz e amor.
Agradeço a sua atenção para comigo, pois recebi a sua resposta em 04/01/2000.
Dom Célio, em sua carta de 22/09/1999. Você escreveu: “Com relação ao conteúdo das cartas que você mandou para o Frei Estanislau, Frei Patrício e Frei Basílio, de fato daria mesmo para falarmos muito. Mas em todas eu percebo seu espírito perscrutando as Escrituras”.
................... O meu principal objetivo com as minhas cartas teológicas, bíblicas e filosóficas é divulgar e explicar a VERDADE, que encontrei. Fico muito satisfeito e contente mesmo, quando alguém não aceita as minhas ideias ou teses, pois assim posso defendê-las com mais clareza e concisão, como também descobrir se houve algo ainda meio nebuloso e em que não ficou bem clara e lúcida a explicação.
................... Unindo as minhas ideias gnósticas e dualistas, sou um evolucionista, mas tento aprimorar as ideias evolucionistas de Darwin, que defendeu a seguinte fórmula: “Sobrevive o mais apto”, e as ideias evolutivas de Teilhard de Chardin, um grande teólogo defensor da evolução, que substituiu a fórmula de Darwin para: “Sobrevive o mais complexo”. Defendo a seguinte fórmula: “Sobrevive o mais sábio e o mais forte”. Digo assim, porque o sábio fraco é sugado e destruído por um outro, que pode ser menos sábio e mais forte; por outro lado o “mais sábio e mais forte”, mesmo não destruindo ou eliminando ninguém, sobrevive pela sua sabedoria e pelo respeito que impõe a todos os outros, já que ninguém tentará destruí-lo.
As minhas idéias evolutivas e evolucionistas continuam sendo dualistas, pois não haverá a unidade perfeita com Deus, como defende o teólogo Teilhard de Chardin, mas existirão muitos perfeitos... Dualismo na evolução, pois se existe o segundo, haverá o terceiro, o quarto, o quinto e assim indefinidamente, como está escrito em Mt 5,48. Pelas ideias evolutivas de Teilhard de Chardin, os espíritos ou almas irão submergir ou afogar-se em Deus; isto é: se acabarão, pois havendo a união plena entre um superior com um inferior, este desaparecerá, já que perderá a sua individualidade, como os pingos de chuva ou os rios de água doce no oceano de água salgada.
............. Aqui estamos numa área de crença, pois dificilmente podemos provar para aqueles que têm uma crença contrária a nossa que Deus existe.
Eu hoje já falo que eu tenho certeza de que Deus existe, pois vive experiências místicas e ou mediúnicas que comprovaram a existência de Deus para mim. Mas na realidade eu sempre acreditei na existência de Deus.
O grande problema são as ideias e os conceitos que vamos recebendo sobre Deus, uns nos falam de um Deus bom e perfeito, outros já nos falam de um Deus justo e severo, ainda existem aqueles que nos falam de um Deus distante, que iniciou a criação e deixou tudo à lei do Caos.
Por isso eu inverti o ensinamento que está no Gênesis 1, 26 e 27: "Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus ele o criou, homem e mulher ele os criou" (Gn 1,27), pois passei a dizer que cada ser humano cria para si ideias e conceitos sobre Deus a sua imagem e semelhança.
Então teremos tantos conceitos sobre Deus conforme o número de pessoas que conversamos sobre Deus e que nos ensinaram quem é Deus.
Muitos pensam que Deus é a Espiritualidade Superior, outros que é a Espiritualidade como um todo e ainda existem aqueles que falam que Deus é o Espírito Santo. Mas estes não sabem o que é o Espírito Santo.
Outros ainda pensam que Deus é o imenso conjunto cósmico, no qual tudo está contido e nada existe fora dele e por isso dizem que Deus está em todo o lugar. Estes pesam que Deus é onipresente.
Na realidade estamos falando de crença e cada um pode ter a sua.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 20:32, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Dom, 12/Jun/2011 20:56 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
2) Você sabe quem é Deus ou o que é Deus? Resposta: "SIM".
Dos 16, que participaram da pesquisa, 11 responderam “SIM”.
Todas as outras perguntas a seguir foram feitas com o intuito de explicar a minha forma de pensar e entender a Deus, ou como Deus realmente é para mim.
Deus é o Espírito Incriado, que deu início a criação de tudo o que está no Plano Espiritual e no Plano Físico do Nada Absoluto. Deus é plenamente bom e perfeito em tudo, então Ele nada tem para se aperfeiçoar. Deus é onipotente, onisciente e pode estar em qualquer lugar, que desejar.
Deus para comunicar com qualquer um outro ser (espírito), que está encarnado em algum corpo físico ou não, assume uma forma específica de comunicação e essa pode até ser simplesmente pelo pensamento. Ele pode fazer intervenções no mundo corporal do jeito que for mais adequado para a comunicação em função da capacidade e do entendimento do ser encarnado e da necessidade da situação para um específico momento da evolução planetária ou cósmica.
Antes de iniciar a criação, cujo objetivo é o de que todos sejam plenamente felizes, sábios e puros, Deus planejou tudo, mas sempre respeitando plenamente a liberdade de todos, tanto no plano físico como no plano invisível, inclusive daqueles, que iriam agir contra o objetivo maior da criação, que é a felicidade e a liberdade de e para todos.
Deus permanece na direção de todo o processo evolutivo em todo o COSMO, mas sempre respeitando a liberdade de todos.
Deus não reservou para só Ele o poder criador, então todos os espíritos criados também poderão se transformar em criadores.
Os teólogos em geral não sabem quem é Deus, pois Deus para os teólogos está sempre envolvido com mistério e fé.
Veja uma resposta que recebi de um teólogo:
Belo Horizonte, 01 de Novembro de 1992.
Prezado Sr. Rosário A. Aproveito um intervalo nas minhas atividades paroquiais de fim de semana, passo a responder-lhe a carta de 13/09/1992.
Achei muito interessantes suas reflexões teológicas. Vejo como se interessa por este campo maravilhoso da reflexão sobre a fé. É difícil responder por escrito o que penso a respeito de suas colocações. Há muitas questões que envolvem a questão da redenção humana, do perdão de Deus, da ofensa a Deus etc.
Antes de tudo, vale uma célebre afirmação de Santo Tomás: “o que afirmamos de Deus é sempre mais equivocado que correto, pois sabemos mais o que Deus não é do que ele é”. Em termos filosóficos, nosso conhecimento de Deus é analógico. Tem uma dimensão de inadequação. Assim quando falamos que Deus se ofende aplicamos a Ele uma expressão humana. E você mostrou muito bem o lado frágil e errado da afirmação. Mas há também um lado verdadeiro. Deus se ofende pode significar uma maneira de exprimir que todo pecado tem uma dimensão de ruptura de nossa relação com Ele.
Nossa liberdade não acolhe a liberdade de Deus que nos oferece seu amor. Objetivamente é uma ofensa, não querer receber um presente. Assim quando você rejeita um presente, ofende o doador. E poderíamos ir analogicamente tratando dos outros pontos. Vai aí somente o ângulo de qualquer fala sobre Deus. Desejo-lhe muita dedicação à Bíblia. (assinado).
Divulgo aqui um texto da carta escrita para o bispo Dom Diogo Reesink em 25/12/1990:
‘Como exponho na carta, desde o dia 05/01/1980 passei a aceitar a reencarnação e passei a receber comunicações do Espírito Santo e de muitos outros espíritos e por isso fui taxado de “louco manso”. Como o Espírito Santo me pede para agir e por isso estou agindo, mesmo sem encontrar alguém, que me compreenda e auxilie naquilo que quer o “Espírito Santo”: “A construção do Reino de Deus ou dos Céus, que é de amor, paz, liberdade e servir, já aqui na Terra mesmo”.
A poesia, escrita na primeira página, foi intuída por “Deus-Pai-Mãe Criador” e ela foi escrita na primeira pessoa: “EU e não DEUS”, mas para divulgá-la tomei essa iniciativa, pois mesmo como escrevi será difícil para os outros compreenderem como compreendo e entendo a “DEUS” no atual momento...’

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 20:38, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Ter, 14/Jun/2011 21:43 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
3)Temos que temer a Deus? Resposta: "Não".
Até agora de todos os 16 irmãos foristas, que participaram das respostas, apenas “1” respondeu que “SIM”, então “15” deram a resposta igual a minha.
Deus é plenamente sábio e bom, como também tem um amor em plenitude e infinito para com todos. Ele não faz acepção de pessoas. Ele sempre, como o ETERNO PRESENTE, respeitou, respeita e respeitará a liberdade ou o livre arbítrio de todos. Então falar em “temer” ou “ter temor de Deus” é uma forma bem inadequada de referência a Deus: “Ora, subindo a chama do altar para o céu, subiu nessa chama o Anjo de Iahweh; Manué e sua mulher, vendo isso, caíram com o rosto em terra” (Jz 13,20). “Ficaram ambos cheios de espanto e caíram com a face em terra, com grande temor” (Tb 12, 16); “Apareceu-lhe, então, o Anjo do Senhor, de pé, à direita do altar do incenso. Ao vê-lo, Zacarias perturbou-se e o temor apoderou-se dele” (Lc 1,11 e 12). “Sobreveio então grande temor à igreja inteira e a todos os que tiveram notícia destes fatos” (At 5,11).
O medo ou o temor de Deus foi fruto da ignorância dos próprios seres humanos, pois aprenderam e ensinaram que Deus era um juiz severo, que ficava nos vigiando para ver se iríamos pecar e assim nos mandaria para o “inferno eterno”. E assim surgiram os ensinamentos inadequados com relação a Deus, que tem um amor em plenitude para com todos.
Agora como existem espíritos obsessores, estes em muitos casos bíblicos foram considerados como sendo o próprio Espírito de Deus ou agindo por ordem de Deus em função da ignorância dos seres humanos do passado.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 20:43, em um total de 2 vezes.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Ter, 14/Jun/2011 21:47 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
4) Deus é perfeito? Resposta: SIM.
Dos 16, que participaram da pesquisa, 11 responderam “SIM”.
Está escrito: "Portanto, deveis ser perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito" (Mateus 5,48).
E para podermos ver a Deus temos que ter o nosso coração puro (Mateus 5,8), então só quando alcançarmos o estado de pureza é que poderemos ver e sintonizar com Deus.
Só é perfeito aquele que não precisa aperfeiçoar em mais nada e esse é Deus.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 20:46, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
 Título: Re: DEUS
MensagemEnviado: Ter, 14/Jun/2011 21:53 
Offline

Registrado em: Sáb, 27/Jan/2007 20:14
Mensagens: 6634
Localização: Brasil - Belo Horizonte
Paz plena... Irmãos foristas, um grande abraço.
5) Deus é Bom? Resposta: "SIM".
Dos 16, que participaram da pesquisa, 11 responderam “SIM”.
Deus é bom porque ele faz chover sobre justos e não justos e nascer o sol para bons e não bons (Mt 5,45). Está escrito que só Deus é bom (Mt 19,17; Mc 10,18 e Lc 18,19).
Deus respeita a liberdade de todos e até daqueles que não respeitam a liberdade dos outros. Deus ama a todos, ele não faz acepção de pessoas.

_________________
Paz plena... Rosário. ("Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" - João 8,32).


Editado pela última vez por Rosário em Seg, 28/Jul/2014 20:47, em um total de 1 vez.

Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Criar novo tópico Responder  [ 281 mensagens ]  Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 19  Próximo

Todos os horários são GMT - 3 horas


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Procurar por:
Ir para:  
cron
Powered by phpBB® Forum Software © phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB